24/07/2024 04:08:54

Guerra
11/07/2024 04:00:00

Ataque aéreo israelita contra escola transformada em abrigo mata pelo menos 29 palestinianos no sul de Gaza

Porta-voz do hospital diz que entre os mortos há pelo menos sete mulheres e crianças e que o número de vítimas poderá aumentar.


Ataque aéreo israelita contra escola transformada em abrigo mata pelo menos 29 palestinianos no sul de Gaza

Euro News

Pelo menos 29 palestinianos foram mortos num ataque aéreo israelita contra uma escola transformada em abrigo no sul de Gaza, de acordo com o Ministério da Saúde do Hamas.

O Ministério disse que a entrada da escola Al-Awda foi atingida na cidade de Abasan al-Kabira, a leste de Khan Younis, onde os civis receberam ordens de evacuação na semana passada.

As forças armadas israelitas afirmam que o alvo era um "terrorista da ala militar do Hamas" que esteve envolvido no ataque de 7 de outubro.

O ataque acontece dias após a ordem de evacuação da cidade de Gaza, onde Israel iniciou uma nova ofensiva terrestre em perseguição dos militantes do Hamas que, segundo os israelitas, se estão a reagrupar na zona.

Os residentes foram aconselhados a dirigir-se para sul, para a cidade de Deir al-Balah, uma vez que os fortes bombardeamentos no norte obrigaram ao encerramento das instalações médicas da cidade. Testemunhos referiram igualmente disparos de artilharia e de tanques, bem como ataques aéreos.

Não há notícia imediata de vítimas na cidade de Gaza. As famílias cujos parentes foram feridos ou ficaram debaixo de escombros chamaram ambulâncias, mas os socorristas não conseguiam chegar à maioria dos bairros afetados devido às operações israelitas, disse Nebal Farsakh, porta-voz do Crescente Vermelho Palestiniano.

Um palestiniano ferido nos bombardeamentos israelitas na Faixa de Gaza é tratado num hospital em Khan Younis.
Um palestiniano ferido nos bombardeamentos israelitas na Faixa de Gaza é tratado num hospital em Khan Younis.Abdel Kareem Hana/Copyright 2023, The AP. All rights reserved

Os funcionários de dois hospitais - Al-Ahli e o Hospital da Associação dos Amigos dos Doentes - apressaram-se a deslocar os doentes e fecharam as portas, segundo as Nações Unidas. Farsakh disse que as três instalações médicas geridas pelo Crescente Vermelho na cidade de Gaza tinham fechado.

Dezenas de pacientes foram transferidos para o Hospital Indonésio no norte de Gaza, que foi palco de combates pesados no início da guerra.

Os militares israelitas afirmam ter informado os hospitais e outras instalações médicas da cidade de Gaza de que não era necessário retirar pessoas. Mas os hospitais de Gaza têm frequentemente encerrado e transferido doentes a qualquer sinal de possível ação militar israelita, receando ataques.

Nos últimos nove meses, as tropas israelitas ocuparam pelo menos oito hospitais, causando a morte de doentes e profissionais de saúde, bem como a destruição de instalações e equipamento.



Enquete
De 0 a 05 classifique o que você acha da Verde a Concessionária de Água e Esgotos em União dos Palmares
Total de votos: 109
Notícias Agora
Google News