24/07/2024 03:52:33

Educação
10/07/2024 10:00:00

Pacto EJA: quase 76% das redes do Nordeste já aderiram

Sergipe lidera com 88% dos municípios participando do Pacto pela Superação do Analfabetismo e Qualificação da educação de jovens e adultos.


Pacto EJA: quase 76% das redes do Nordeste já aderiram

gov.br/mec/pt-br

De acordo com levantamento desta segunda-feira, 8 de julho, do Ministério da Educação (MEC), a regão brasileira com maior percentual de adesão ao Pacto?Nacional pela Superação do Analfabetismo e Qualificação da Educação de Jovens e Adultos é o Nordeste, com 75,8% de participação. O estado de Sergipe lidera a lista com 88% dos municípios participantes.  

Números – Ao todo, 2.651 municípios brasileiros e 21 secretarias estaduais já fazem parte da política, o que representa 47,4% das redes de ensino do País. A região Norte registrou 52,4% de municípios participando da política, seguida do Sudeste, com 40%; do Centro-Oeste, com 28,3%; e da região Sul, com 19,7%.  

Além do Distrito Federal, já fizeram o processo de adesão os seguintes estados: Amapá, Acre, Bahia, Goiás, Espírito Santo, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Maranhão, Tocantins, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Pará, Alagoas, Ceará e São Paulo.  

Ainda não aderiram os estados do Amazonas, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.   O Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do MEC (Simec) ficará aberto para adesão dessas redes ao Pacto até 31 de julho. 

Confira o percentual de municípios que aderiram ao Pacto EJA: 

Pacto EJA - Alicerçado no regime de colaboração entre a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios e coordenado pelo Ministério da Educação (MEC), o Pacto Nacional pela Superação do Analfabetismo e Qualificação da Educação de Jovens e Adultos congrega ações de articulação intersetorial, que serão implementadas com a participação de diferentes ministérios, da sociedade civil organizada, dos organismos internacionais e do setor produtivo.  

Os objetivos são superar o analfabetismo e elevar a escolaridade de jovens, adultos e idosos; ampliar a oferta de matrículas da educação de jovens e adultos (EJA) nos sistemas públicos de ensino, inclusive entre os estudantes privados de liberdade; e ampliar a oferta da EJA integrada à educação profissional. 

O?investimento?será?de?mais de?R$ 4 bilhões,?ao longo de quatro anos,?o?que deve?gerar?3,3 milhões de novas matrículas da EJA?e de sua?oferta integrada à educação profissional. O?Programa Brasil Alfabetizado (PBA), criado em 2003,?também?será retomado,?com a oferta de 900 mil vagas para estudantes e de 60 mil bolsas para educadores populares.? 

Assessoria de Comunicação Social do MEC, com informações da Secadi 



Enquete
De 0 a 05 classifique o que você acha da Verde a Concessionária de Água e Esgotos em União dos Palmares
Total de votos: 109
Notícias Agora
Google News