26/02/2024 05:45:47

Acidente
31/01/2024 06:00:00

Como é o chip cerebral implantado pela empresa de Elon Musk em uma pessoa


Como é o chip cerebral implantado pela empresa de Elon Musk em uma pessoa

A empresa Neuralink, do bilionário Elon Musk, realizou no domingo (28) o seu primeiro implante de chip em um cérebro humano. O objetivo é fazer com que, no futuro, pessoas com limitações motoras possam controlar dispositivos eletrônicos, como computadores e celulares, apenas com o pensamento.

????Mas como isso é possível? Segundo a empresa, o chip, chamado de Telepathy ("Telepatia"), processa sinais cerebrais que são decodificados por um aplicativo da Neuralink que, por sua vez, consegue transformá-los em ações para controlar aparelhos eletrônicos.

Neuralink não divulgou em qual parte do cérebro do paciente o Telepathy foi implantado. Especialistas consultados pelo g1 sugerem que ele pode ter sido inserido no cerebelo, que é a parte responsável pela coordenação motora (saiba mais abaixo).

??Quando foi feito o implante? No domingo (28), mas o anúncio aconteceu na noite de segunda-feira (29). O próprio Elon Musk fez a divulgação, em sua rede social X (antigo Twitter).

??Qual o objetivo? Neste primeiro teste, a Neuralink quer avaliar a segurança do implante e do robô que fez o procedimento cirúrgico. No futuro, a ideia é que ele sirva para controlar dispositivos como computadores e celulares.

E Musk planeja usar o chip para alcançar a telepatia humana. Ele diz que isso ajudaria a humanidade a prevalecer em uma guerra contra a inteligência artificial, mas especialistas adiantam que a prática não é viável.

 
Entenda como é o chip cerebral da Neuralink. — Foto: Arte/g1

Entenda como é o chip cerebral da Neuralink. — Foto: Arte/g1

??Quando foi feito o implante? No domingo (28), mas o anúncio aconteceu na noite de segunda-feira (29). O próprio Elon Musk fez a divulgação, em sua rede social X (antigo Twitter).

??Qual o objetivo? Neste primeiro teste, a Neuralink quer avaliar a segurança do implante e do robô que fez o procedimento cirúrgico. No futuro, a ideia é que ele sirva para controlar dispositivos como computadores e celulares.

E Musk planeja usar o chip para alcançar a telepatia humana. Ele diz que isso ajudaria a humanidade a prevalecer em uma guerra contra a inteligência artificial, mas especialistas adiantam que a prática não é viável.

??Quem é o paciente? Essa informação também não foi divulgada, mas, de acordo com Musk, a pessoa está se recuperando bem. O bilionário disse ainda que os resultados iniciais foram "promissores".

??Quem vai testar o chip? Quando a empresa abriu inscrições para voluntários, o recrutamento era voltado para pessoas com paralisia decorrente de lesão da medula espinhal cervical ou esclerose lateral amiotrófica (ELA).

"Os primeiros usuários serão aqueles que perderam o uso dos membros. Imagine se Stephen Hawking pudesse se comunicar mais rápido do que um digitador rápido ou um leiloeiro", disse Musk, no X.

??Implante cerebral é autorizado? Sim. Os estudos com implantes cerebrais em humanos pela Neuralink foram liberados pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla inglês) em maio de 2023. Quatro meses depois, a empresa abriu inscrições para voluntários.

??É algo inédito? Não, outras empresas já implantaram chips semelhantes, com o objetivo de ajudar pacientes com síndromes graves a se comunicar através das ondas cerebrais.

A Neuralink já tinha implementado um tipo semelhante desse chip em animais. Um macaco conseguiu jogar games com o cérebro. Clique aqui para assistir o vídeo.

Onde o chip pode ter sido implantado?

Apesar de a Neuralink não ter divulgado essa informação, é possível deduzir que o Telepathy tenha sido inserido no cerebelo, justamente por ser uma região do cérebro responsável pela coordenação motora.

É o que afirma Fernanda Matias, professora de biotecnologia da Universidade de São Paulo (USP), que não teve contato com o estudo da Neuralink. Ela reitera que é uma suposição, levando em consideração aspectos técnicos.

Mas como ocorre a comunicação?

Luli Radfahrer, professor e diretor do laboratório de pesquisa acadêmica Interfaces Digitais, Experiências e Inteligências Artificiais (IDEIA), explica que o cérebro é um órgão que trabalha com impulsos elétricos.

O cérebro recebe, constantemente, informações sensoriais sobre a posição e o estado dos músculos, articulações e outros aspectos do corpo.

Para fazer algum movimento físico, o cérebro envia impulsos elétricos para os membros. Eles os recebem e os transformam em informações sensoriais, executando alguma mobilidade. Segundo Radfahrer, a troca de impulsos elétricos e informações sensoriais é constante.

Mesmo em pessoas que perdem algum movimento físico (e cujos membros pararam de mandar informações para o cérebro), os impulsos elétricos podem continuar, em alguns casos.

Neste cenário, o chip, implementado numa pessoa com alguma paralisia física, leria as ondas cerebrais. A partir disso, o implante, conectado no aplicativo, poderia retransmitir as informações e controlar o celular, o computador, etc.

Os especialistas apontam que implementar aparelhos eletrônicos para ajudar humanos não é algo novo. Um grupo pequeno de empresas já conseguiu fazer isso com sucesso.

O que é a Neuralink?

A Neuralink é uma empresa fundada em 2016 por Elon Musk e um grupo de cientistas e engenheiros. A empresa só recebeu em maio de 2023 a autorização para testar seu chip em humanos nos EUA.

Antes, porém, o dispositivo foi testado em animais. Em 2019, Musk afirmou que a Neuralink conseguiu usar o chip para conectar o cérebro de um porco a um computador e acompanhar a atividade cerebral do animal durante dois meses.

Em um experimento de 2021, a empresa divulgou um vídeo em que um macaco joga videogame usando a mente. O animal recebeu o implante seis semanas antes da gravação, onde apareceu controlando o jogo "Pongo" mesmo com o controle desligado.

G1

 


Enquete
Se fosse fosse gestor, o que você faria em União dos Palmares: um campo de futebol ou a barragem do rio para que não falte agua na cidade?
Total de votos: 56
Notícias Agora
Google News