29/02/2024 11:36:25

Mundo
17/10/2023 02:00:00

Novo terremoto atinge noroeste do Afeganistão, região já devastada por outros tremores de terra


Novo terremoto atinge noroeste do Afeganistão, região já devastada por outros tremores de terra

Um terremoto de magnitude 6,3 abalou a província de Herat, no noroeste do Afeganistão, na madrugada deste domingo (15), deixando pelo menos dois mortos e 154 de feridos nessa região já atingida, há uma semana, por outros dois sismos, que provocaram cerca de mil mortes.

O terremoto ocorreu às 3h36 GMT (00h36 em Brasília), a 33 quilômetros da cidade de Herat, na província ocidental de mesmo nome, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). Na sequência, vieram dois tremores secundários de menor intensidade.

As autoridades responsáveis pela gestão de catástrofes afirmaram que ainda avaliam a magnitude da destruição.

Em Herat, a maioria dos moradores ainda dorme ao ar livre, uma semana após outro terremoto mortal, por medo de novas ocorrências sísmicas, embora parte da população já tenha voltado para casa.

"Os moradores de Herat estão aterrorizados e assustados", relata o comerciante Hamid Nizami, de 27 anos, que agradeceu pelo fato de o tremor de terra ter ocorrido durante o dia, enquanto as pessoas estavam acordadas.

 
 

"Muitos dos nossos compatriotas não têm onde morar, e as noites são muito frias", acrescentou Nizami.

No dia 7 de outubro, um terremoto de magnitude 6,3 e oito potentes tremores secundários abalaram a área, derrubando casas e ferindo centenas de pessoas.

O governo talibã estimou o número de mortos em mais de mil, enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) indicou, no sábado (14), que o terremoto deixou cerca de 1.400 mortos.

Em 11 de outubro, quando milhares de afegãos aterrorizados ainda buscavam abrigo e voluntários procuravam sobreviventes, outro tremor de mesma intensidade matou uma pessoa e feriu mais 130.

Mais de 90% dos mortos nos terremotos eram mulheres e crianças, informou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), na última quarta-feira.

As Nações Unidas disseram que mais de 20.000 pessoas foram afetadas. Pelo menos seis cidades rurais do distrito de Zenda Jan foram completamente arrasadas.

Sem casa

O Afeganistão já sofre uma grave crise humanitária, com a retirada generalizada da ajuda estrangeira, após a volta dos talibãs ao poder, em 2021.

Fornecer abrigos à população antes da chegada do inverno será um dos grandes desafios das autoridades do Talibã, que mantêm relações tensas com organizações humanitárias internacionais.

O Afeganistão sofre com frequentes terremotos, especialmente na cordilheira Hindu Kush, perto da junção entre as placas tectônicas da Eurásia e da Índia. Em junho de 2022, um terremoto de magnitude 5,9 deixou mais de mil mortos e dezenas de milhares de pessoas desalojadas na província de Paktika, no sudeste do país.

Fonte RFI



Enquete
Se fosse fosse gestor, o que você faria em União dos Palmares: um campo de futebol ou a barragem do rio para que não falte agua na cidade?
Total de votos: 59
Notícias Agora
Google News