29/02/2024 11:12:55

Polícia
12/10/2023 05:00:00

Operação Magnus mobiliza 500 policiais civis, 130 viaturas e prende 31 pessoas em Alagoas


Operação Magnus mobiliza 500 policiais civis, 130 viaturas e prende 31 pessoas em Alagoas

Durante a Operação Magnus, deflagrada nesta quarta-feira, 11, pela Polícia Civil, 31 pessoas foram presas em cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão. A informação foi confirmada pelo delegado-geral Adjunto da Polícia Civil, Eduardo Mero.

A assessoria de Comunicação da PCAL destacou que a ação mobilizou aproximadamente 500 policiais civis entre delegados, agentes e escrivães e 130 viaturas, atingindo todas as regiões do Estado, além de contar com o apoio do agrupamento aéreo da Secretaria de Segurança Pública-SSP.

A megaoperação cumpre mandados de prisão e busca e apreensão.

Os alvos da ação estão envolvidos em diversos crimes, entre eles, homicídios, latrocínios, crimes contra a criança, roubo, receptação e tráfico de drogas.

“Esta é mais uma resposta da Polícia Civil a quem insiste em cometer crimes em Alagoas”, disse o delegado Eduardo Mero.

“Com esse trabalho, pretendemos oferecer mais segurança e tranquilidade à sociedade alagoana, como é a determinação do secretário de Segurança Pública, Flávio Saraiva, e do delegado-geral Gustavo Xavier”, completou.

Bombas

A Operação Magnus resultou na prisão de um dos suspeitos dos casos de bombas caseiras deixadas em alguns locais em Maceió e que mutilaram duas pessoas, em novembro do ano passado. O preso, de 23 anos, foi detido em sua casa, em Rio Largo.

O criminoso em questão é membro da torcida Comando Vermelho, uma ramificação da torcida Comando Alvi-Rubro, e teria fabricado as bombas caseiras, conforme explicou o delegado Lucimério Campos, diretor de Polícia Judiciária da Região ‘(DPJ-1), que comandou a equipe que fez a prisão.

A casa do preso era usada como base de uma torcida organizada do CRB. "Na residência, foi apreendido um vasto material relacionado a guerras entre torcidas, sendo um detido, que é produtor dos artefatos que mutilaram as mãos de duas vítimas", acrescentou o delegado.

Segundo Lucimério Campos, "depois de meses investigação, com apoio do 1° Distrito Policial, onde tramitou o inquérito, foi descoberto quem produziu as bombas. A produção das bombas é dessas pessoas que estão sendo procuradas. Uma foi presa, nesta quarta, e outras quatro estão sendo procuradas". Quatro envolvidos no crime ainda estão foragidos.

*Com assessoria

F9obte Alagfoas 24 Horas



Enquete
Se fosse fosse gestor, o que você faria em União dos Palmares: um campo de futebol ou a barragem do rio para que não falte agua na cidade?
Total de votos: 59
Notícias Agora
Google News