22/02/2024 07:31:10

Acidente
05/10/2023 13:00:00

Homem é condenado a 21 anos de prisão por matar mulher trans asfixiada


Homem é condenado a 21 anos de prisão por matar mulher trans asfixiada

Sávio Silva Monteiro de Almeida foi condenado a 21 anos, três meses e 23 dias  de reclusão pelo homicídio qualificado de Guilherme Gomes dos Santos, mulher trans que atendia pelo nome social Alessia. Vítima morreu após ter sido asfixiada. O júri popular ocorreu nesta terça-feira (3), no Fórum da capital e foi conduzido pelo juiz Yulli Roter, da 7ª Vara Criminal.

O crime ocorreu no dia 19 de fevereiro de 2021, na residência da vítima, localizada no bairro de Cruz das Almas, em Maceió. A vítima morreu asfixiada e o réu foi preso em flagrante pela Polícia Militar de Alagoas.

Ao calcular a pena, o juiz considerou as circunstâncias reprováveis, o motivo fútil e as consequências do crime como agravantes. Além disso, ele verificou que o crime havia ocorrido com premeditação.

“Destaque-se que o crime foi praticado na presença de terceira pessoa, amiga de quarto da vítima, que inclusive entrou em luta corporal com o réu, para fins de proteção da vítima, podendo colocar em risco sua integridade física também”, ressaltou o magistrado em sua sentença.

O réu deverá cumprir a pena em regime inicial fechado. Yulli Roter ainda fixou uma indenização no valor de 50 mil reais por danos morais causados à família da vítima.

O caso

Consta nos autos do processo que no dia dos fatos, o réu combinou um encontro por meio de um aplicativo de relacionamento com uma amiga de Alessia que atende pelo nome social de Laura (nome civil: Mário Anderson Rocha do Nascimento), testemunha do caso.

Ele teria se dirigido para o apartamento de Laura, que morava com Alessia. Tendo pago 50 reais pelo encontro, Sávio teria oferecido seu aparelho celular como garantia de pagamento para a continuidade  do serviço. Na ocasião, a vítima estava presente no local e teria aceitado a oferta e ido para o quarto com Sávio.

Depois de alguns minutos, o réu teria saído do quarto sem roupa e ido até Laura que começou uma luta corporal com ele. Em seguida, a testemunha teria avistado a vítima caída no chão e acionou uma viatura da Polícia Militar que fazia uma ronda de rotina próximo ao local.

Ao chegar no local, a polícia deu voz de prisão a Sávio e constatou a morte da vítima. O crime teria ocorrido porque o denunciado pretendia descumprir o acordo de pagamento.

/TJ-AL

Fonte Folha de Alagoas



Enquete
Se fosse fosse gestor, o que você faria em União dos Palmares: um campo de futebol ou a barragem do rio para que não falte agua na cidade?
Total de votos: 48
Notícias Agora
Google News