31/10/2017 17:27:23 Alagoas

Gecoc investiga empresa fantasma contratada por municípios do Sertão




Extra Alagoas - O Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) desarticulou mais um esquema de corrupção que age no interior de Alagoas. Desta vez, no ramo da construção civil. 
A empresa por trás de todo golpe seria a Nativa Construtora, que atua em quase todos os municípios do Sertão com expansão ao Litoral e Zona da Mata. A informação é do promotor Luiz Tenório. 
“A empresa nasceu em Jacaré dos Homens e pertence a José Antônio Figueiredo de Souza. Em apenas três municípios já faturou mais de R$ 7 milhões. É uma empresa sem capacidade operacional e sem sede que atua com licitações fraudadas. E recebe da prefeitura para fazer obras que não realiza”, denunciou durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, 30.
A Nativa Construtora já atuou em Poço das Trincheiras e Ouro Branco em gestões passadas, porém ainda “atende” diversos municípios do Estado. 
“Alagoas está sendo corroída pela corrupção”, destacou o promotor acrescentando que a empresa também atua na locação de veículos e se arriscou a participar de licitações para venda de medicamentos. O balanço preliminar da fraude é referente aos anos de 2013 a 2016.
Operação Sepse
Ainda durante coletiva de imprensa, o Gecoc falou sobre a operação Sepse, que resultou novamente na prisão, na última sexta, 26, do ex-prefeito de Girau do Ponciano, Fábio Aurélio. Conforme o promotor Carlos David Lopes, o esquema de desvio na saúde municipal era realizado a partir de notas frias.
A RR Distribuidora, por exemplo, não possuía notas fiscais de entradas de produtos. A empresa de fachada servia para justificar apenas a saída de dinheiro da prefeitura. 
Outras duas empresas também participaram do esquema criminoso: a KM Distribuidora e Campos Distribuidora. A diferença é que ambas distribuíam medicamentos. 
“Mas mediante pagamento de 10% para ex-prefeito Fábio Rangel e para seu tio Valdemir Aurélio, que é considerado foragido da Justiça”, disse o promotor.  O golpe registrou um rombo nos cofres públicos superior a R$ 1 milhão.
Todo esquema foi destrinchado a partir de delação premiada com os empresários investigados. “São esquemas bem conduzidos. Se não fosse a delação jamais conseguiríamos saber como funcionava o concluio”, destacou a promotora Eloá de Carvalho.

 

 

 


NOTÍCIAS RELACIONADAS


Material apreendido com a quadrilha
17/11/2017 15:30:41 Alagoas
Polícia desarticula quadrilha especializada em clonagem de cartões

Gazetaweb - Quatro homens foram presos, na noite desta quinta-feira (16), acusados de integrar uma quadrilha especializada em clonagem de cartões. De acordo com informações da polícia, mais de 500 cartões foram encontrados na casa do líder da q...



Ilustração
16/11/2017 08:29:56 Alagoas
Reserva técnica de concurso da Polícia Civil de Alagoas aguarda convocação

Há cinco anos, os integrantes da Reserva Técnica do último concurso público da Polícia Civil de Alagoas aguardam a tão almejada convocação. O certame foi realizado em 2012 e prorrogado no dia 24 de janeiro de 2015, mas deve expirar no dia 24 ...



Ilustração
14/11/2017 09:19:31 Alagoas
Duas pessoas morrem vítimas de descarga elétrica na zona da mata

Alagoas 24 Horas – Cláudia Galvão - Duas pessoas morreram em decorrência de descarga elétrica em acidentes registrados em municípios da zona da mata do Estado neste final de semana. Em Colônia Leopoldina, a 112 quilômetros da capital, uma jo...



Jorge Ferreira
13/11/2017 08:39:01 Alagoas
Segurança de agência bancária morre em acidente na AL 110

Já é Notícia - Um segurança da única agência do Banco do Brasil em Viçosa morreu, no final da tarde deste domingo (12), após um acidente de moto na AL 110, entre as cidades de Viçosa e Mar Vermelho. O acidente ocorreu nas proximidades do Ha...



19/11/2017
Visitas: 67057055
Visitas De Hoje: 7241


ENQUETE

De 0 a 5 que nota você dá a atual administração municipio
Total de votos: 488


Tribuna União 2007 - 2017
© Copyrigth - atribunadeuniao@gmail.com