Em Abril: Seremos 'Agência Tribuna União' - Aguardem!

19/12/2016 05:59:57 Alagoas | Alagoas

Metade das vagas de emprego para presos não são preenchidas em AL




Dos 2.889 reeducandos que estão no regimento aberto e semi aberto, apenas 514 estão inseridos no mercado de trabalho. De acordo com a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), das mais de mil vagas de emprego disponíveis no setor público e privado, apenas metade estão ocupadas.

 

A gerente de Reintegração Social, Shirley Araújo, diz que os reeducandos precisam procurar a Seris de forma voluntária. “Nós fazemos um trabalho dentro dos presídios, para explicar que tem o Núcleo Ressocializador e que eles podem trabalhar, serem inseridos no mercado de trabalho. Mas isso precisa ser de forma voluntária, eles precisam querer trabalhar e mudar”, afirma.

 

É justamente que a procura precisa ser voluntária que há tanta vaga disponível. “Nós estamos fazendo um trabalho e a nossa pretensão é ter cerca de 800 inseridos no mercado de trabalho”, diz a gerente.

 

A gerente diz ainda que desses 514 custodiados que estão empregados, apenas quatro voltaram a cometer delitos. “A sociedade precisa entender que essas pessoas podem mudar. Menos de 2% voltam ao cometer crimes. Mas normalmente os crimes que cometem é Maria da Penha ou ligado ao tráfico, de pessoas que são usuárias e voltam ao mundo das drogas”, afirma.

 

Critérios
A gerente de Reintegração Social diz que há vários critérios que precisam ser cumpridos antes do custodiado conquistar uma vaga.

Além da procura voluntária, a vida carcerária é analisada, bem como o tipo de crime cometido para que atenda ao perfil do local de trabalho sem que gere transtornos.

 

“É feita uma análise. Os reeducandos passam por avaliação psicológica, psicossocial. Analisamos como foi a vida dele no presídio para colocarmos em uma vaga com o perfil da empresa”, reforça.

 

Ainda segundo Shirley, 27 empresas públicas e privadas têm em seu quadro de funcionários custodiados do regime aberto e semi-aberto. “Muitas das empresas preferem pessoas que cometeram homicídios. Porque, geralmente, os crimes de homicídios aqui no estado são passionais e o reeducando é réu primário. Ou seja, não se trata de crimes em série”, diz.

 

Ainda segundo a gerente, os presos passam por acompanhamento durante a permanência no emprego. "Nós temos uma equipe que acompanha essas pessas, que procura saber se elas estão indo trabalhar, sobre a assiduidade delas, se está ocorrendo algum problema", reforça.

 

Medidas alternativas
Além dos custodiados que estão no regime aberto e semiaberto que podem ter um emprego, há também as pessoas que cumprem penas pecuniárias e alternativas, determinadas pela justiça. Em Alagoas, 3.700 beneficiários prestam serviços para sociedade. Desses, 40% cometeram crimes de trânsito.

"Há pessoas que cumprem essas medidas alternativas ou tem a pena substituída. O tempo que ele vai prestar serviços varia muito de acordo com o tipo de crime, pode ser um ano ou oito, isso quem determina é o juiz. Ele também determina o local onde a pessoa deve cumprir a medida. A maioria dessas pessoas se envolveram em acidente de trânsito", afirma Shirley. Gazetaweb //


NOTÍCIAS RELACIONADAS


Foto Ilustrativa
08/01/2017 11:09:58 Alagoas | Especiais
Governo concede isenção do IPVA a motocicletas cinquentinhas

O Governo de Alagoas ampliou as isenções do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Agora, as motocicletas até 50 cilindradas, popularmente chamadas de cinquentinhas, tiveram a alíquota do imposto reduzida de 2,5% para 0%. &...



Foto Ilustrativa
26/12/2016 12:14:18 Alagoas | Alagoas
Tarifas de transporte intermunicipal sofrem reajuste; o percurso União-Maceio custa R$ 13,50. veja preços

Os usuários das linhas de transporte intermunicipal em todo o estado começaram a pagar tarifas mais altas nesta segunda-feira (26). O aumento autorizado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal) é de 13,65% e ocorreu a pedido do Sind...



Central de Flagrantes em Arapiraca
25/12/2016 13:58:37 Alagoas | Arapiraca
Presos fogem da Central de Policia de Arapiraca

Cinco presos que estavam recolhidos a um dos xadrezes da Central de Policia Civil em Arapiraca no bairro Baixão conseguiram na manhã deste domingo (25) dia de Natal forçarem as grandes e ganharem a liberdade.   Na cela estavam recolhidos 14 ...



Naildete Brandão
25/12/2016 04:02:37 Alagoas | Maceió
Mulher de Maceió está desaparecida desde da última terça-feira (20)

Está desaparecida, desde a última terça-feira (20), Naildete Brandão de Carvalho Souza, conhecida como Nal. Segundo informações com amigos de sua família, ela saiu de casa, mas garantiu que voltaria sem demora.   Nal reside no Conjunto ...



30/03/2017
Visitas: 65551098
Visitas De Hoje: 13735


ENQUETE

Você concorda com a Setorização das feiras livres em União?
Total de votos: 383


Tribuna União 2007 - 2017
© Copyrigth - atribunadeuniao@gmail.com