Em breve: Agência Tribuna União de Notícias

05/10/2016 12:59:21 Polícia | Politica

Empreiteira: Senador Renan Calheiros é denunciado e será julgado no STF




Melhor Notícia // G1

 

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) irá para julgamento no plenário da Corte. A liberação veio através do ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) em uma denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República. Renan foi acusado de ter despesas de uma filha com a jornalista Mônica Veloso bancadas por uma empreiteira.

 

A data do julgamento ainda será marcada pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia. O plenário do Supremo terá que decidir se abre ou não ação penal e transforma o presidente do Senado em réu.

 

A denúncia foi feita pela Procuradoria Geral da República há mais de três anos e meio, mas ainda não foi analisada. Na decisão, Fachin afirmou que a partir de agora vai elaborar o relatório sobre a denúncia e levar o inquérito para o plenário decidir se abre ou não ação penal.

 

Renan foi acusado em janeiro de 2013 por crimes de peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso por supostamente ter recebido propina da construtora Mendes Júnior.

 

Conforme a denúncia da Procuradoria, Renan Calheiros forjou documentos para justificar o dinheiro que recebeu da construtora e enriqueceu ilicitamente. O episódio envolvendo Mônica Veloso, desvendado em 2007, levou Renan à renúncia do cargo de presidente do Senado.

 

O presidente do Senado nega ter tido as despesas pagas com dinheiro público e disse, em fevereiro, que a denúncia é um "excesso" do STF.

 

Em fevereiro deste ano, o caso chegou a entrar na pauta de julgamentos do plenário do Supremo, para o tribunal decidir se abriria ou não ação penal contra o senador, mas foi retirado de pauta pelo relator, o ministro Luiz Edson Fachin, por conta de "diligências" pendentes, ou seja, verificação de provas.

 

A Procuradoria apontou prescrição em parte dos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso atribuídos a Renan, mas reafirmou "sua convicção de que já estavam presentes indícios suficientes para o recebimento da denúncia" e pediu urgência porque há risco de prescrição de mais crimes.

 

Na avaliação do ministro, porém, a urgência não se apresenta porque as acusações de peculato e falsidade ideológica de documento público só prescrevem em 2019.

 

Renan Calheiros também é investigado em outros onze inquéritos no Supremo, sendo oito relacionados à Operação Lava Jato, por suspeita de participação dele no esquema de desvio de dinheiro da Petrobras.

 

Focos de queimadas nas APAs de Murici e Pratagy são monitorados pelo IMA


NOTÍCIAS RELACIONADAS


Drogas que foi apreendida pela policia
30/12/2016 09:36:20 Polícia | Tráfico em Maceió
Falso taxista que locava carro para o tráfico é detido com 14 quilos de maconha

Um homem foi detido na noite da quinta-feira (29) com 17 tabletes de maconha, totalizando 14 quilos da droga, dentro de um táxi interceptado no bairro do Jacintinho. O acusado conduzia uma Parati branca, de placa NMO-5894, quando foi flagrado com a ...



Figura para Ilustração
30/10/2016 12:21:46 Polícia | Polícia
Insetos retirados de corpos já ajudaram polícia a elucidar 48 crimes

Nada como um inseto para testemunhar um assassinato. Ele é a fonte mais confiável para dizer quando a vítima morreu, em que local o crime aconteceu e até se drogas e algum tipo de veneno foram, eventualmente, utilizados no ato. E tudo o que ele p...



Ex-presidente Luiz Inacio da Silva
14/10/2016 01:03:47 Polícia | Politica
Lula se torna réu em ação sobre obras em Angola

Agência www.dw-world.de/brazil //   A Justiça Federal em Brasília aceitou nesta quinta-feira (13/10) uma denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tornando-o réu pela terceira vez em processos relacionados à Operação ...



Ilustração
24/09/2016 07:47:04 Polícia | Politica
Prefeitos têm de garantir serviços básicos

Agência Senado //   A eleição municipal pode não ocupar nos noticiários do país o mesmo espaço dado às disputas pela Presidência da República ou por uma vaga no Senado, mas ganha a dianteira em relevância quando o foco é o cotidian...



23/03/2017
Visitas: 65330582
Visitas De Hoje: 9417


ENQUETE

Você concorda com a Setorização das feiras livres em União?
Total de votos: 304


Tribuna União 2007 - 2017
© Copyrigth - atribunadeuniao@gmail.com