Em Abril: Seremos 'Agência Tribuna União' - Aguardem!

04/10/2016 01:31:49 Cultura | Cultura

Zeitgeist: A origem dos prêmios Nobel




dw-world.de/brazil //

 

Em 1895, um industrial decidiu destinar a maior parte de sua fortuna à criação de uma distinção nas áreas de física, química, medicina, literatura e promoção da paz. A história por trás premiação.

 

A decisão do industrial sueco Alfred Nobel de reservar a maior parte de sua fortuna para laurear "aqueles que, no ano anterior, mais fizeram pela humanidade”, como expresso em testamento, foi recebida com espanto e críticas, no início do século passado.

 

Alguns de seus parentes, claro, não gostaram de saber que a eles seria destinado menos de 10% do patrimônio de Nobel, que havia feito fortuna com a invenção da dinamite e fundado fábricas em vários países, e questionaram a validade do documento.

 

A opinião pública sueca estranhou a decisão, pois a filantropia não era habitual na época, e muitos não gostaram de saber que também estrangeiros poderiam receber o prêmio em dinheiro, que ascendia a uma soma considerável. Entre estes críticos estava o próprio rei da Suécia, Oscar 2.

 

Além disso, o fim da união entre a Suécia e a Noruega já se desenhava, o que tornava delicada a outorga de um dos prêmios por uma instituição norueguesa, como dito no testamento.

 

Nobel escrevera vários testamentos. O último foi assinado por ele em 27 de novembro de 1895, em Paris, e tornado público no início de 1897, um mês depois da sua morte. O documento prevê a criação de cinco prêmios (três na área científica, um de literatura e o prêmio da paz) e determina as instituições responsáveis pela sua outorga.

 

Assim, o prêmio de fisiologia ou medicina deveria ser outorgado pelo Instituto Karolinska, uma das maiores e mais renomadas faculdades de medicina da Europa; os de física e química, pela Academia Real das Ciências da Suécia, a principal instituição científica do país; o de literatura, pela Academia Sueca, também a principal na sua área; e o da paz, pelo Comitê do Nobel, uma comissão de cinco pessoas definida pelo Parlamento da Noruega.

 

Apesar de Nobel não ter explicado por que escolheu essas áreas, é possível observar nelas coerência com a sua própria vida: a ciência era o fundamento de seu trabalho profissional, como pesquisador e inventor que obteve mais de 350 patentes; a literatura – e também a filosofia – lhe proporcionavam prazer intelectual, não só como ávido leitor, mas também como o autor de poemas e narrativas; e os esforços para a promoção da paz lhe eram uma questão cara.

Muitos estudiosos e biógrafos afirmam que esse interesse em particular se deve à influência da pacifista austríaca Bertha von Suttner. Eles se conheceram em 1876, em Paris, quando ela tinha 33 anos e ele, 43. Nobel já era então um industrial de sucesso e dono de uma vasta fortuna.

 

Ela atendera a uma oferta de emprego, publicada num jornal de Viena, para ser a secretária de "um cavalheiro de idade, de elevada educação e muito rico”. Von Suttner ficou apenas uma semana com Nobel, mas os dois se corresponderam até o fim da vida dele. À medida que aumentava o engajamento dela pela promoção da paz, causa para a qual ela tentava conquistá-lo, amadurecia nele a ideia de um prêmio para pessoas que contribuíssem para a pacificação do mundo.

 

Nesse contexto, uma história frequentemente contada é de que Nobel teria lido seu obituário num jornal francês, em 1888, e se chocado com a descrição feita de sua pessoa no artigo com o título "O mercador da morte está morto". O jornal havia se enganado, pois o morto era um irmão dele, Ludvig. Não se sabe, porém, se essa história de fato mexeu com a consciência de Nobel, um inventor de explosivos, e teve alguma influência na sua decisão de criar um prêmio para a paz.

 

O testamento de Alfred Nobel foi reconhecido pelo Parlamento da Noruega em abril de 1897, pelos herdeiros de Nobel em junho de 1898, e pelas instituições suecas ao longo daquele mesmo ano, o que abriu caminho para a criação da Fundação Nobel, em 1900. Os primeiros prêmios foram atribuídos em 1901.

Os critérios foram definidos pela Fundação Nobel: o prêmio pode ser dividido por no máximo três pessoas e não pode ser concedido postumamente. Ele é dotado de 8 milhões de coroas suecas. Além da quantia em dinheiro, o ganhador recebe uma medalha e um diploma.

 

Em 1968, o Banco Nacional da Suécia criou o Prêmio do Banco da Suécia para as Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel. A semelhança nos critérios para a escolha dos laureados e na quantia distribuída, bem como a coincidência da divulgação e entrega com os cinco prêmios da Fundação Nobel levam muitos a chamá-lo de Nobel de Economia, apesar de não haver relação entre as premiações.

 


NOTÍCIAS RELACIONADAS


Foto Ilustrativa
06/12/2016 06:59:55 Cultura | Cultura
Escravidão em Alagoas é tema da Revista Graciliano

“Alagoas, Nação Zumbi”. A chamada da capa da edição 28 de Graciliano não poderia ser mais adequada ao tema. O atual número da revista editada pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos aborda com minúcia e profundidade um período essencial ao...



Ilustração
24/09/2016 07:39:25 Cultura | Cultura
Dandara dos Palmares (Parte da história de Zumbi)

JMarcelo Fotos // Fonte Bantu   O assunto de hoje é o Quilombo dos Palmares. Assunto de certa forma bem citado nos livros de história, nos dias 20 de Novembro e quando o assunto é resistência negra. Sua principal liderança, Zumbi, também...



Ilustração
26/06/2016 10:56:02 Cultura | Cultura
Qual a origem dos nomes dos países da América Latina?

Alguns nomes de países da América Latina surgiram graças aos povos que já viviam originalmente no local. Outros foram rebatizados depois da chegada dos colonizadores da Espanha ou de Portugal.   Outros ainda são homenagens aos que lutaram...



Ilustração
19/04/2016 09:07:33 Cultura | Cultura
5 reflexões de cientistas sobre ateísmo e agnosticismo

A discussão entre ciência e religião é umas das mais antigas da humanidade. A verdade é que cada cientista tem uma visão diferente sobre as religiões e a possibilidade da existência de um deus.   Pensando nisso, separamos reflexõ...



30/03/2017
Visitas: 65550896
Visitas De Hoje: 13533


ENQUETE

Você concorda com a Setorização das feiras livres em União?
Total de votos: 383


Tribuna União 2007 - 2017
© Copyrigth - atribunadeuniao@gmail.com