Maceió
06/09/2016 07:43:46

SSP apresenta quadrilha acusada da morte de sargento da PM


SSP apresenta quadrilha acusada da morte de sargento da PM
Cupula da SSP-Al

Alagoas 24 Horas // Izabelle Targino

 

Sete pessoas foram presas e quatro menores apreendidos acusados de participação na morte do sargento Marcus Cabral da Silva, durante uma abordagem realizada na Grota do Rafael, no bairro do Jacintinho, na madrugada da última sexta-feira (02). Os presos foram apresentados durante uma longa coletiva na tarde desta segunda-feira, na Secretaria de Segurança Pública. Além dos envolvidos neste crime, também foram apresentados doze acusados de homicídios.

 

De acordo com o major Francelino, do Batalhão de Polícia de Eventos, o sargento Cabral estava realizando rondas na área do Jacintinho, quando por volta de meia noite, vou abordado por um taxista que o informou sobre um grupo de quatro pessoas teria pedido ao taxista para fazer uma corrida até Ipioca, mas que antes teriam que descer a grota. O taxista se negou e infirmou à guarnição que o grupo tinha uma atitude suspeita.

 

“Com estas informações, a guarnição, comandada pelo sargento Cabral, entrou na grota e fez a abordagem no grupo, quando foi baleado. Naquele momento, um dos policiais conseguiu prender uma pessoa no local, identificado como Aleff Alcântara de Lima. Ele assumiu que tinha participado e disse que o Lucas da Silva de Lima, o Lukinha, tinha sido a pessoa que atirou”, disse o Major.

 

Era por volta das 3h da madrugada quando as equipes da polícia militar iniciaram as buscas pelos acusados. Na Grota do Rafael, os militares encontraram a menor E.N.N.S., de 15 anos, namorada de Lukinha. Com ela também estava uma outra menor e Willames Ferreira Neves, de 21 anos.

 

Segundo o major Francelino, a menor E.N.N.S. disse aos policiais que o Lucas havia ido para Ipioca, mas os militares foram a até a residência dos pais dele e não o encontraram. Em seguida, a menor apontou uma casa na Grota do Rafael onde moravam dois irmãos do Lucas, local onde aconteceu o confronto.

“Chegamos na casa onde estavam os dois irmãos do lucas e mais duas pessoas. Demos voz de prisão e fomos recebidos a balas e, no confronto, morreram três jovens e um ficou ferido e foi para o HGE”, disse.

 

Os quatro presos durante a madrugada foram levados para o Code, no bairro de Mangabeiras, quando um taxista, identificado como Marcos André da Silva, de 38 anos, fez uma ligação para o telefone celular de Willames. Com a informação da localização do taxista, a delegada Ana Luiz Nogueira realizou a prisão do taxista em um shopping no bairro de Cruz das Almas. O taxista tinha a função de fazer a entrega das drogas para a quadrilha e também levar os grupos para cometer os assaltos. Na delegacia, o Marcos entregou os demais nomes dos integrantes do grupo.

 

Nesse domingo, após receberem uma denúncia pelo 181, os militares conseguiram localizar o Lucas da Silva de Lima em um ônibus que fazia a linha Ufal/Ipioca e, durante a abordagem, Lucas reagiu atirando contra os militares, que revidaram a atingiram o suspeito. Ele foi levado para o HGE.

 

Além de Aleff, Willames, Marcos e das duas menores apreendidas horas após o crime, também foram presos Tayana Barros da Silva, 19; Vinícius da Silva Haddad, 18; Brenda de Oliveira Leandro, 19 anos e mais dois menores apreendidos.

 

Delegacia de Homicídios apresenta presos

Ainda durante a coletiva, a Delegacia de Homicídios apresentou dez presos e dois menores apreendidos, todos acusados de crimes de homicídios em Maceió. Confira a lista:

 

Geovane Barbosa da Silva, 19 anos; José Diego Almeida da Silva, 25 anos; Luiz Alberto Oliveira de Carvalho, 38 anos; Josenildo Viana dos Santos, Vulgo Jó, 36 anos; Cristiano Barros Ferreira do Nascimento, vulgo Dentinho, 30 anos; Diego Barbosa Pau Ferro, 26 anos; Aleff Bruno da Silva, 23 anos; Lucas Paulino Lucena da Silva, vulgo Macaco, de 18 anos; Luiz Fernando Ramos de Araújo, vulgo Nenem; Alex de Lima Nascimento, 25 anos; Dois menores de 17 anos

 




Outras Notícias

Enquete
Concorda com o fato dos presos trabalhar para pagar seu próprio sustento?
Total de votos: 111
Google News