26/06/2015 11:27:07 Eleições 2012 | Especiais

Mapa dos Quilombos: a geografia da resistência




Um eldorado negro. Esse é o título da canção composta por Gilberto Gil em homenagem aos quilombos. A referência à riqueza dessas comunidades não é gratuita. Embora pesem as dificuldades financeiras e econômicas, as populações quilombolas guardam valiosos patrimônios: conhecimentos de plantas medicinais, técnicas produtivas de agricultura familiar, registro oral da história de povos negros do Brasil e uma enorme efervescência cultural que abrange a culinária, os cantos, os cultos, as festas e diversos outros tipos de manifestações.


A Fundação Palmares, órgão vinculado ao Ministério da Cultura voltado para a preservação da cultura afro-brasileira, já concedeu certificação a 2471 comunidades remanescentes de Quilombos. A certificação da Fundação é o primeiro passo para titularização da terra, que é feito pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O Incra, entretanto, já titularizou somente 190 dessas comunidades, abrangendo 233 comunidades e 15.171 famílias quilombolas em 1.033.426,8975 hectares.

 

Consagrado na Constituição Brasileira de 1988, o direito à terra das populações quilombolas ainda enfrenta a burocracia e a morosidade. A luta pela demarcação do seu território é, para estes povos, uma questão crucial: só dessa forma podem preservar com segurança sua cultura e seu modo de vida.

O estado com maior número de territórios quilombolas titulados pelo Incra é o Pará, com 60, seguido do Maranhão, com 39. Os estados de Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Rondônia possuem apenas 1 território titulado e outros 9 estados e o Distrito Federal não possuem nenhum.


Segundo Lúcia Andrade, coordenadora da Ong Comissão Pró-Índio de São Paulo, os quilombolas do Pará e do Maranhão foram pioneiros na luta pela regularização de suas terras e conseguiram articular aliados na sociedade e no interior dos governos. “O número maior de territórios titulados deve-se, sobretudo, à ação do governo estadual. O Instituto de Terras do Pará foi o primeiro do país a conceder o título de posse de terra a uma comunidade quilombola. No Maranhão, todos os 23 títulos foram outorgados pelo governo estadual”, relatou Lúcia.


A Comissão Pró-Índio de São Paulo possui hoje um dos mais completos catálogos das comunidades quilombolas do Brasil (http://www.cpisp.org.br), fruto de um monitoramento dos registros nos órgãos responsáveis. Fundada em 1978, a ong reuniu antropólogos, advogados, médicos, jornalistas e estudantes envolvidos na defesa dos povos indígenas diante das ameaças do regime militar. Atualmente, desenvolve um trabalho junto aos índios e quilombolas para reivindicar seus direitos territoriais, culturais e políticos. 


“Disponibilizamos essa informação aos quilombolas para que eles possam acompanhar em que medida o Poder Público está cumprindo a sua obrigação constitucional. É uma iniciativa independente que procura ser uma ferramenta para apoiar a luta pela garantia dos direitos”, explicou Lúcia Andrade. Ebc – Léo Rodrigues

 

 


NOTÍCIAS RELACIONADAS


Dr. Jacinto Martins de Almeida - ilustre aniversariante do dia
04/06/2015 11:19:12 Eleições 2012 | Especiais
Memória Emocional (Desordem por Stress Pós-Traumático)

Quando sofremos um trauma emocional violento, no momento desse evento traumático, forma-se e fica gravado, um medo  intenso no cerebro limbico (emocional). Esse medo intenso, provoca um apagão no cérebro cognitivo (racional)  e, o mesmo ...



Ilustração
31/05/2015 05:36:51 Eleições 2012 | Especiais
Saiba o que significa a 'Paralisia do Sono'

revistagalileu // mundo das tribos   A paralisia do sono é um acontecimento pouco conhecido e que é responsável por causar muito espanto e vários mitos. Ela consiste em uma condição caracterizada por paralisia temporária de todo corpo,...



Ilustração
06/12/2012 16:18:15 Eleições 2012
Acaba hoje prazo para justificar ausência

mais.al //   O eleitor que deixou de votar no 1º turno das Eleições 2012, por estar fora de seu domicílio eleitoral, e não justificou a ausência no dia da eleição, poderá apresentar a justificativa até esta quinta-feira, dia 6 de dez...



Divulgação
04/12/2012 12:10:12 Eleições 2012
Eleitor ausente no primeiro turno deve justificar-se até quinta-feira

agênciabrqasil //   Os eleitores que não votaram no primeiro turno das eleições deste ano têm até quinta-feira (6) para justificar a ausência. Quem não justificar pode ter o título cancelado – caso ocorra três vezes seguidas –, f...



21/01/2017
Visitas: 63608598
Visitas De Hoje: 12178


ENQUETE

Quais são no seu entendimento as principais carências da comunidade palmarina?
Total de votos: 126


Tribuna União 2007 - 2017
© Copyrigth - atribunadeuniao@gmail.com
site desenvolvido por: Lincoln Luiz - lincolnluiz.com@gmail.com