26/06/2022 01:52:07

Violência
18/05/2022 23:00:00

Com 116 homicídios, abril foi o mês mais violento em AL desde janeiro de 2021

Na comparação com abril do ano passado, quando foram registradas 85 mortes, crescimento foi de 36,5%


Com 116 homicídios, abril foi o mês mais violento em AL desde janeiro de 2021

Homens, jovens de 18 a 29 anos, população negra - formada por pardos e pretos - são as principais vítimas de homicídios registrados em Alagoas. As mortes, em sua maioria, foram provocadas por armas de fogo e em vias públicas. Esse é perfil das vítimas dos 116 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) registrados em todo o mês de abril de 2022, o maior número desde janeiro de 2021.Naquele mês, Alagoas teve 128 mortes violentas letais e intencionais.

Os números da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP-AL) mostram que, em comparação com o mês de abril do ano passado, quando houve 85 assassinatos, a violência em Alagoas aumentou 36,5%. Se em 2021, a média de homicídios diários era de 3,12 em Alagoas, em 2022 a média já chega a 3,43 mortes por dia.

Consideram-se CVLIs os homicídios, latrocínios e resistência com resultado morte (aquelas provocadas em confrontos policiais). Conforme as estatísticas do órgão, 96,6% das vítimas são homens, 57,6% tem idades entre 18 e 29 anos, 69% são negras (pardas e pretas), 50% das mortes ocorreram em vias ou locais públicos e 74,1% dos autores dos crimes utilizaram armas de fogo para tirar a vida das vítimas.

Na segunda colocação vem as armas brancas, a exemplo de facas, como o instrumento mais utilizado nos homicídios (9,5%). O espancamento é o terceiro meio mais usado pelos criminosos (6,9%). Ainda de acordo com os dados, os sábados e domingos são os mais perigosos no estado, no período da noite, entre 18h e 23h59.

No mês passado, por exemplo, sábado teve 28 mortes e domingo 29. Da totalidade de homicídios registrados no mês de abril, 32,7% foram contabilizados na capital Maceió. Também na capital o mês de abril foi o mais violento desde o início de 2021.

Em Maceió, o perfil das vítimas acompanha o mesmo retrato de Alagoas. Contribuem para os números registrados em Maceió os bairros do Benedito Bentes, como o mais violento do estado com 29 mortes em abril, Jacintinho, com 24 homicídios, Cidade Universitária, com 13 mortes, Tabuleiro do Martins, com 8 e os bairros de Ipioca, Riacho Doce e Levada com cinco mortes cada.

Dos 116 Crimes Violentos Letais Intencionais, 107 foram homicídios, 5 resistências com resultado morte e 4 roubo seguido de morte.

Fonte: Gazeta Web

diário de arapiraca



Enquete
Se posicione a favor ou contra o uso da macanha mesmo para fins medicinais
Total de votos: 44
Google News