17/05/2022 14:34:24

Polícia
24/01/2022 01:00:00

Seris realiza transferência de presos entre cidades do Estado

Operação é para atender exigência da lei: para que apenados fiquem mais próximos de suas famílias.


Seris realiza transferência de presos entre cidades do Estado

A SERIS (Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social) realizou neste sábado (22) a transferência de 109 reeducandos do Presídio do Agreste para unidades da capital. A operação foi realizada pela Polícia Penal, força de segurança que hoje detém a prerrogativa de atuar no interior do sistema carcerário.

A operação de traslado contou com a apoio da PM.

De acordo com o policial penal Fábio Brito, subchefe do Presídio do Agreste, a transferência foi realizada para atender exigência da Lei de Execuções Penais (LEP), a legislação que normatiza a condição das pessoas sentenciadas pela Justiça.

Pela LEP, os apenados devem cumprir o regime de privação de liberdade em unidades que estejam o mais próximo possível de suas famílias.

“Foi uma operação de rotina, visando que esses apenados tenham a proximidade com suas famílias”, explica Brito.

Segundo ele, assim como ocorrem cambiamentos de unidades situadas na capital para o Presídio do Agreste, situado no município de Girau do Ponciano, da mesma forma se dá o inverso, como na operação realizada neste sábado.

Ainda assim, trata-se de uma movimentação que, naturalmente, inspira cuidados, para garantir a integridade dos recambiados, bem como evitar intercorrências envolvendo segurança.

Por isso, além do efetivo de policiais penais, a quem cabe toda a garantia nas unidades carcerárias e a atuação junto aos internos, a operação contou com apoio de militares de dois batalhões e mais a cobertura de apoio aéreo, pela tripulação de uma das aeronaves da Segurança Pública de Alagoas.

E é ainda cercado de medidas adicionais de acautelamento: não há aviso prévio, apenas os responsáveis sabem com antecedência da operação e os apenados são comunicados no começo do dia de que serão transferidos.

O próprio comboio, formado por viaturas da Polícia Penal, tático rodoviário do Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv) e Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), vinculados ao Comando de Policiamento do Interior (CPI) da Polícia Militar de Alagoas, e uma ambulância, recebe o apoio aéreo durante todo o traslado.

Além disso, o percurso é revelado apenas com o comboio já na estrada e não é permitido que haja ultrapassagens ou que outros veículos se interponham entre os que formam o conjunto mobilizado no transporte.

alagoas24horas



Enquete
Dos nomes elencandos abaixo, quais seus candidatos a deputado (Estadual e Federal)
Total de votos: 60
Google News