26/05/2022 18:44:52

Geral
19/01/2022 23:00:00

Menino morre na UPA do Tabuleiro após dar entrada por dor de dente; Polícia e Direitos Humanos investigam

Além desse caso, uma outra criança morreu no início do mês após ser atendida na unidade


Menino morre na UPA do Tabuleiro após dar entrada por dor de dente; Polícia e Direitos Humanos investigam

A Polícia Civil está investigando as mortes de duas crianças após suposta negligência durante atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Tabuleiro do Martins, na parte alta de Maceió. Inicialmente, o caso está sendo investigado pelo delegado Alcides Andrade, mas será repassado ao delegado Oldemberg Paranhos, titular do 5º Departamento de Polícia (5º DP), nos próximos dias após retorno das férias, conforme informou a assessoria da instituição, na manhã desta terça-feira (18).

A morte mais recente aconteceu nessa segunda-feira (17), após o menino Carlos Miguel Ferreira, de 10 anos, dar entrada na UPA Tabuleiro com dores de dente e morrer ainda no local. Ao TNH1, o promotor de Justiça Magno Moura, que está atuando no caso enquanto presidente do Conselho Estadual de Defesa Direitos Humanos, informou que é preciso entender "o absurdo de uma criança entrar na unidade com dor de dente e evoluir para óbito".

"Tomamos a decisão de acompanhar esse caso e vamos requerer que o Conselho Regional de Medicina e de Enfermagem façam uma visita técnica à localidade para verificar se estão sendo seguidos os protocolos adequados para atendimento à população infanto-juvenil e se encontram algum tipo de irregularidade para que possamos notificar a Secretaria de Estado da Saúde [responsável pela administração da UPA]", disse Magno Moura.

Conforme o promotor, as mortes precisam ser esclarecidas para que a população saiba o que ocorreu de verdade e se a unidade está realmente seguindo os protocolos corretos de atendimento, de acordo com o que preconiza a legislação.  "Esse é um assunto que afeta os direitos humanos, a saúde é um direito fundamental e o conselho vai atuar para saber se lá as pessoas estão sendo tratadas da maneira adequada e do absurdo de uma criança procurar uma unidade com dor de dente e evoluir a óbito. Precisamos entender o que aconteceu com essa criança, como uma outra que também foi atendida, teve alta e, de repente, veio a óbito", acrescenta.

A segunda morte citada pelo promotor é da menina Isabelly do Santos, de 07 anos, que deu entrada na UPA no último dia 02 com febre e dores no corpo, foi atendida e recebeu alta. Dias depois, a menina voltou a passar mal e retornou à UPA onde foi novamente liberada pela equipe médica. Insatisfeitos, após a segunda alta, familiares levaram a menina ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde ela morreu logo em seguida. As causas das duas mortes ainda não foram divulgadas.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para saber se alguma medida será adotada diante das mortes, mas não recebeu resposta até a publicação deste material.

TNH1



Enquete
Dos nomes elencandos abaixo, quais seus candidatos a deputado (Estadual e Federal)
Total de votos: 220
Google News