26/05/2022 17:59:25

Acidente
06/01/2022 14:00:00

Tesoureiro da OAB-PI toma posse de tornozeleira, após provocar acidente que matou idoso

Advogado Marcus Nogueira atravessou semáforo vermelho e não fez exame de alcoolemia. Defesa alega que não estava alcoolizado


Tesoureiro da OAB-PI toma posse de tornozeleira, após provocar acidente que matou idoso

Eram 22h de uma noite normal em Teresina. De repente, um SUV atravessa o sinal vermelho no cruzamento das movimentadas avenidas Higino Cunha e Odilon Araújo, atinge em cheio a lateral de outro veículo, onde estavam o motorista, duas mulheres e um bebê. O motorista atingido, idoso, morre preso às ferragens – e o bebê ficou ferido gravemente, mas teve alta hospitalar dias depois. O acidente, flagrado por câmeras de segurança de um comércio local, aconteceu no dia 3 de dezembro. E o motorista que provocou a colisão, Marcus Vinícius Nogueira, acaba de tomar posse como Tesoureiro da seccional da OAB do Piauí – com tornozeleira eletrônica, após pagar R$ 15 mil de fiança para sair da cadeia.

Outras circunstâncias da ocorrência vieram à tona sobre a colisão provocada pelo advogado: além de ultrapassar semáforo fechado, não foi cobrado dele o exame de alcoolemia, segundo consta na investigação; apenas o toxicológico, que deu negativo. Sua defesa alega à Polícia que ele não estava alcoolizado e que ultrapassou o semáforo com receio de ser assaltado por causa do horário – embora as imagens de vídeo não comprovem perseguição. Na delegacia, após ser detido, o senhor Nogueira não ficou sozinho. Um grupo de conhecidos advogados da capital apareceu logo em seguida para se solidarizar, uma cena muito incomum para uma ocorrência de BO de acidentes na capital.

A Coluna entrou em contato com o advogado nesta quarta-feira (5), ele se disse ainda muito abalado com o ocorrido, mas não quis se pronunciar sobre os questionamentos: por que ultrapassou o sinal; por que não fez o exame de alcoolemia; e por que foi acompanhado à delegacia de grupo de colegas para depor ao delegado de plantão. Justificou que vai esperar o inquérito ficar concluso para se pronunciar.

O inquérito está na mesa do delegado Luís Guilherme, da capital, que não foi encontrado ainda pela reportagem. Antes dele, a Coluna trocou mensagens com os delegados Tales Gomes e Bruno Ursilino, que também atenderam a ocorrência e têm conhecimento do inquérito, mas optaram por não se manifestaram.

A reportagem também procurou a assessoria de imprensa da seccional da OAB, para se manifestar sobre nossos três questionamentos além da nota pública já divulgada (veja abaixo). A assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública informou que não há posicionamento sobre o caso e indicou a assessoria da Secretaria de Justiça, da qual obtivemos uma posição lacônica de que o investigado ficará com a tornozeleira em monitoramento até 1º de Junho de 2022.

“A OAB Piauí esclarece que o Advogado Marcus Nogueira tomou posse no cargo de Diretor-Tesoureiro, para o qual foi eleito democraticamente pelos Advogados(as), no dia 21 de novembro de 2021. Pelo regulamento geral, a posse dos eleitos deve acontecer até o terceiro dia útil de janeiro do ano posterior à eleição.

A Seccional destaca ainda que o Advogado Marcus Nogueira não possui processo ou condenação disciplinar no âmbito da OAB que o impossibilite de ser empossado no cargo para o qual foi eleito e que, desta forma, nos termos das disposições Estatutárias e Regulamentares, a instituição não detém autonomia para afastar de suas atribuições qualquer Advogado regularmente eleito, sem prévia condenação disciplinar em definitivo.
Por fim, ressaltamos que a OAB Piauí segue aguardando a apuração dos fatos pela Justiça”.

Istoé



Enquete
Dos nomes elencandos abaixo, quais seus candidatos a deputado (Estadual e Federal)
Total de votos: 220
Google News