28/01/2022 13:37:46

Acidente
09/11/2021 18:00:00

As instalações de kit GNV, somente no primeiro trimestre de 2021, cresceram 15% no Brasil


As instalações de kit GNV, somente no primeiro trimestre de 2021, cresceram 15% no Brasil

Têm muitas despesas a custear na hora de ser dono de um carro. Desde o preço para
poder comprá-lo, até valores mensais como a apólice, eventuais reparações e
manutenção, e o próprio combustível utilizado dia a dia para se movimentar.

Preocupados com o incremento nos importes, muitos motoristas procuram por opções
mais econômicas, principalmente no que tem a ver com o consumo de combustível.
Acontece que, com o último aumento de 3,1% disposto na semana passada, a
gasolina já acumula alta de 73% em 2021, e o aumento do diesel chegou até 65,3%.

A situação está ficando difícil, principalmente para aqueles que passam a maior parte
do seu dia nas ruas ou estradas, como os caminhoneiros, taxistas, motoristas de
aplicativos, etc. Segundo dados fornecidos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás
Natural e Biocombustíveis (ANP), o litro de gasolina já tem superado os R$7 em
postos de 13 estados do país: Rio Grande do Sul (R$7,889), Tocantins (R$7,279), Rio
de Janeiro (R$7,649), Piauí (R$7,299), Pernambuco (R$7,439), Minas Gerais (R$
7,479), Mato Grosso (R$7,230), Goiás (R$7,299), Distrito Federal (R$7,199), Ceará
(R$7,190), Bahia (R$7,299), Alagoas (R$7,198) e Acre (R$7,300).

Com essas cifras não deve parecer estranho que muitas pessoas procurem adaptar os
seus carros para utilizar o GNV – gás natural veicular. Economicamente a mudança
ajuda muito: em São Paulo, por exemplo, a variação entre a média do preço do gás e
da gasolina é de 60% até 86%. Na capital deste estado, oficinas especializadas na
conversão dos motores para GNV informam até três semanas de espera para os seus
clientes. No caso do Rio de Janeiro, outro dos estados com maior frota de carros do
Brasil, apenas no primeiro semestre do ano a demanda pelo kit gás cresceu 70%, ou
seja, superior a média de demanda nacional que é de 64%.

De qualquer jeito, se o objetivo é evitar maiores custos, é importante ficar bem
informado das consequências da instalação do kit no carro, para evitar irregularidades
no uso, assim como estar segurado da maneira correta, procurando por um seguro
que proteja o veículo neste tipo de modalidades.

A questão é importante pois não são todas as apólices que cobrem o GNV. A dica
para quem está pensando em colocar a instalação de gás é que, mesmo na hora de
fazer a mudança, entre em contato com a sua companhia de seguros e solicite o
adicional, lembrando sempre que, a maioria das seguradoras exigem o kit gás estar
regularizado com a homologação no CRLV, Certificado de Segurança Veicular e o
cilindro dentro da validade para a aceitação.

Ainda assim, quase nenhuma cobertura vai cobrir os gastos gerados por falhas no kit
do GNV, pelo fato dele não vir de fábrica nos carros. Fora disso, em caso de batidas,
roubos ou furtos, se a apólice não for adaptada, o cliente não poderá solicitar o
ressarcimento pelo valor do kit.

agoranoticiasbrasil.com.br