02/12/2021 01:51:35

Leitura de Domingo
24/10/2021 08:00:00

Doença de Haff: entenda a infecção que deixa a urina preta

Causada por uma toxina presente em frutos do mar, condição pode provocar danos graves à saúde


Doença de Haff: entenda a infecção que deixa a urina preta

Doença de Haff, popularmente conhecida como doença da urina preta, é um problema antigo, descoberto no início do século passado, por médicos da região de Königsberg Haff - costa do mar Báltico, ao norte da Europa. Apesar disso, sua origem ainda não é totalmente conhecida pela ciência, o que faz a infecção ser considerada um evento de saúde pública.

No entanto, os casos no Brasil são raros. De acordo com a infectologista, Dra. Simone Sena, apenas em 2008, 2016 e 2021, a Doença de Haff foi registrada por aqui. "Quatro estados brasileiros já têm registros de casos: Amazonas (61 casos com um óbito confirmado); Bahia (13 casos, cinco ainda em investigação); Ceará (nove casos suspeitos, que aguardam confirmação laboratorial); e Pará (três casos suspeitos estão sendo investigados)", conta a especialista.

O que é a Doença de Haff

O problema costuma causar uma dor muscular intensa nas pessoas infectadas. Os primeiros sintomas se manifestam de 2h a 24h após a ingestão de frutos do mar mal armazenados. Segundo a médica, isso acontece quando o alimento contém uma toxina, ainda não identificada. Ela pode aparecer em animais de água doce ou salgada, como tambaqui, badejo, arabaiana, lagosta, camarão e outros.

"Como ainda é pouco estudada, acredita-se que esses animais possam ter se alimentado de algas com certos tipos de toxinas que, quando consumidas pelo ser humano, provocam os sintomas. Contudo, a toxina, sem cheiro e sem sabor, surge quando o peixe não é guardado e acondicionado de maneira adequada. Sabe-se que o componente é termoestável, pois resiste às temperaturas de cozimento", diz a Dra. Sena.

Principais sintomas

Uma vez infectado, o paciente tende a apresentar os sintomas após algumas horas. "O quadro, geralmente, se inicia por dor muscular intensa e súbita, fraqueza e formigamentos. É mais comum em membros inferiores, podendo evoluir com destruição muscular maciça, liberando enzimas que podem culminar em insuficiência renal. A manifestação pode ser observada com alteração da cor da urina (coloração marrom escura)", explica a médica.

É por esse motivo que a infecção também é conhecida como doença da urina preta. No entanto, de acordo com a especialista, dificilmente o problema chega nesse estágio e perdura por muito tempo. "A grande maioria dos pacientes evolui bem. Os sintomas melhoram a partir de 24h e as dores desaparecem em até 72h. É uma doença autolimitada, com potencial mais raro de insuficiência renal e, excepcionalmente, a morte", esclarece a Dra. Sena.

Tratamento e prevenção da doença da urina preta

O primeiro passo para evitar que a Doença de Haff apareça é ficar atento ao que se consome. Comprar comida em restaurantes e mercados de confiança é fundamental e pode evitar outros tipos de infecção. "A orientação é de que a população fique atenta na hora de comprar pescados, de forma geral. Peixes, mariscos e crustáceos comercializados devem conter o selo dos órgãos oficiais de inspeção. Os produtos identificados pelo carimbo de inspeção na rotulagem possibilitam a rastreabilidade de sua origem, o que os torna seguros", alerta a infectologista.

Segundo a Dra. Sena, ainda não existe um tratamento específico contra a toxina que causa a Doença de Haff. Porém, é de suma importância procurar uma unidade de saúde assim que os primeiros sintomas aparecerem. "Não há tratamento específico, apenas tratamento de suporte, como hidratação e analgesia. Os casos que evoluem mais gravemente devem ser tratados em Unidades de Terapia Intensiva. Não é indicado o uso de anti-inflamatórios e ácido acetilsalicílico", finaliza.

Fonte: Dra. Simone Sena, infectologista do Grupo Conexa, maior player de saúde digital integral da América Latina.

terra.com.br



Enquete
Qual desses politicos alagoanos você votaria para Governador em 2022?
Total de votos: 16
Google News