21/10/2021 02:53:16

Saúde
11/09/2021 09:00:00

Dados apontam que em AL Hospital Veredas é recordista de atendimento da Covid-19


Dados apontam que em AL Hospital Veredas é recordista de atendimento da Covid-19

O Hospital Veredas aparece em primeiro lugar no atendimento aos pacientes da primeira onda da Covid-19, em Alagoas, e deve permanecer na mesma posição, liderando também na “segunda onda”, cujos resultados estão em análise visto que a pandemia ainda é uma realidade a despeito de alguns números favoráveis.

Um documento elaborado pela Secretaria Estadual de Saúde– Sesau- e apresentado pelo secretário Alexandre Ayres detalha, minuciosamente, a atuação da pasta e mostra como cada uma das 27 unidades de saúde, em Alagoas, se comportaram diante da pandemia.

Este ranking, que aponta o Hospital Veredas em primeiro, exclui as três unidades que, por força da legislação, são prioridade no atendimento: Hospital da Mulher, Metropolitano e Unidade de Emergência do Agreste.

Aparecendo à frente de 24 instituições, o Veredas superou gigantes como a Santa Casa de Maceió, Hospital Vida, Hospital Universitário, Hospital Geral Estado entre muitos outros.
A Instituição é uma das mais antigas em Alagoas e passa por um processo de requalificação e reposicionamento, entretanto, manteve-se fiel ao seu compromisso social. “Somos um Hospital com mais de 2.000 colaboradores e herdeiros de um legado de boas práticas na medicina, com o olhar humanizado sobre as necessidades da população, iniciada na década de 40 do século passado”, afirma o médico Edgar Antunes Neto, que é o diretor-presidente do Hospital Veredas.

Resolutividade

Na primeira onda o Hospital Veredas obteve uma taxa de resolutividade – sucesso na alta dos pacientes -, para os casos atendidos, de 61,41%, bem acima da média nacional (53,6%). Em 2021, na segunda onda, a situação se repete e ainda mais positiva até o momento, com 73,50% de alta.

Este índice pondera a efetividade positiva desde o acolhimento no Gripário, pacientes de enfermaria e até os casos que evoluíram para UTI. “A despeito de um início conturbado, pois o mundo pouco sabia sobre a doença, logramos um atendimento baseado nos protocolos que atualizamos, praticamente, todos os dias além de contar com dependências muito grandes para fazer o isolamento e evitar contaminação cruzada, além de uma equipe interdisciplinar profundamente abnegada e focada “, pontua o diretor médico do Veredas, Gustavo Pontes de Miranda.

A direção do Veredas, enquanto contabiliza o encerramento da segunda onda, espera retomar a normalidade de seus atendimentos, a partir de meados deste mês, com a apresentação de um Novo Centro Cirúrgico, várias novas melhorias e inovação com equipamentos adquiridos.

http://www.estadaoalagoas.com.br/ 



Enquete
Você concorda com a mudança da feira livre de União dos Palmares para a margem da BR-104?
Total de votos: 324
Google News