02/03/2021 02:42:08

Geral
02/02/2021 02:00:00

SP receberá mais 5,6 mil litros de insumos da CoronaVac até 10 de fevereiro

O governador de São Paulo, João Doria, informou nesta segunda (1º/2) que o governo chinês liberou a exportação do novo lote da matéria-prima. Outros 5,4 mil litros do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) chegarão em São Paulo na noite desta quarta (3/2)


SP receberá mais 5,6 mil litros de insumos da CoronaVac até 10 de fevereiro

O governo do estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (1º/2) que o governo da China liberou a exportação de mais 5,6 litros da matéria-prima necessária para que o Instituto Butantan produza a vacina CoronaVac no Brasil. Essa nova remessa do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) chegará ao país até 10 de fevereiro. O instituto paulista receberá já nesta quarta-feira (3/2) outros 5,4 mil litros dos insumos para retomar a produção, que está parada no aguardo do material.

"Recebi aqui no meu celular a informação de que o governo da China acaba de liberar a exportação de mais 5,6 mil litros dos insumos da vacina do Butantan. Portanto, com isso, teremos mais 8,7 milhões de vacinas em São Paulo com a chegada prevista até o dia 10 de fevereiro", informou Doria, no início da coletiva de imprensa do governo paulista. 

O diretor do Butantan, Dimas Covas, ressaltou que antes da chegada dos 5,6 mil litros dos insumos, o instituto recebe já na noite desta quarta-feira (3/2) 5,4 mil litros da matéria-prima. Segundo Covas, os 5,4 mil litros serão capazes de produzir 8,6 milhões de doses da CoronaVac. "[Essas doses] começarão a ser entregues ao Ministério [da Saúde] a partir do dia 25 de fevereiro", disse.

Dimas Covas explicou que com a chegada dos 5,6 mil litros do IFA na próxima semana, até 10 de fevereiro, o Butantan poderá produzir mais 8,7 milhões de doses da vacina. Ou seja, com 11 mil litros de insumos (5,4 mil + 5,4 mil), o instituto paulista produzirá 17,3 milhões de doses da CoronaVac, que começarão a ser entregues a partir de 25 de fevereiro. 

Com os dois lotes de insumos recebidos agora no início deste mês, o diretor estima que o Butantan libere 600 mil doses por dia a partir de 25 de fevereiro. O diretor do Butantan disse, ainda, que negocia outro lote de 8 mil litros de matéria-prima.

Novo contrato

Nesta semana, o Instituto Butantan espera fechar um novo contrato com o Ministério da Saúde para a entrega de mais 54 milhões de doses da CoronaVac. Na última sexta-feira (29/1), Dimas Covas disse que a pasta iria assinar o novo contrato nesta terça-feira (2/2). O governo federal, que confirmou a opção de compra das doses adicionais, já adquiriu 46 milhões de doses e recebeu outras 8,7 milhões de vacinas do instituto paulista.

Durante a coletiva desta segunda (1º/2), Covas disse que a pasta solicitou informações para a elaboração do contrato e que estas já foram encaminhadas na manhã de hoje. “Agora vamos aguardar a minuta para que nós possamos nos debruçar e trazer esse contrato para análise do governo do estado”, disse.

Correio Brtaziliense



Enquete
Você é favorável a privatização do SAAE de União dos Palmares?
Total de votos: 323
Google News