26/02/2021 21:23:12

Especial
23/01/2021 18:00:00

Como cientistas identificam as mutações de coronavírus?

Com o surgimento das novas variantes mais contagiosas do coronavírus, cientistas alemães lutam contra o tempo para identificá-las na população. Um novo método permite que isso seja feito em apenas 24 horas.


Como cientistas identificam as mutações de coronavírus?

A Alemanha está tentando identificar em sua população as novas mutações conhecidas do coronavírus. Para isso, este laboratório está trabalhando dia e noite. Eles reconhecem as novas mutações, mais contagiosas que a cepa original, com o chamado método de sequenciamento de DNA. Mas com este método, toda a cadeia de codificação tem que ser examinada. Um procedimento complexo, que pode durar até três semanas.

"Por isso, deve-se testar diretamente nos vírus mutantes. Isso também é possível, e o bom é que qualquer laboratório pode fazer isso em um dia, explica Thomas Lorentz, médico virologista.

Este teste já está sendo feito na Alemanha. Ele é chamado de “análise da curva de fusão”. Diferentes mutações reagem de forma diversa ao aumento de temperatura. O resultado pode ficar pronto em 24 horas. Mas o teste não é capaz de descobrir novas mutações que ainda possam surgir.

https://www.dw.com/pt-br 



Enquete
Você é favorável a privatização do SAAE de União dos Palmares?
Total de votos: 316
Google News