24/01/2021 06:04:38

Política
13/01/2021 06:00:00

Ao rebater Maia sobre fechamento da Ford, Wajngarten diz: “Quer holofotes”

Pelas redes sociais, chefe da Secom do governo federal diz que encerramento das atividades da Ford não tem relação com situação do país


Ao rebater Maia sobre fechamento da Ford, Wajngarten diz: “Quer holofotes”

Secretário especial de Comunicação Social, do Ministério das Comunicações, Fabio Wajngarten usou as redes sociais para rebater os comentários do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a respeito do fechamento das fábricas da Ford no Brasil, anunciado nesta segunda-feira (11/1).

Wajngarten saiu em defesa do governo, dizendo que o encerramento da produção da empresa no país “não tem nada a ver com a situação política, econômica e jurídica do Brasil”.

“Quem falar o contrário mente e quer holofotes”, disse o chefe da Secom, por meio de sua conta no Twitter. Na postagem, ele comentou um tuíte em que Maia creditou ao governo o encerramento das atividades da montadora no país.

Também pelo Twitter, Maia apontou que o fechamento da empresa é uma “demonstração da falta de credibilidade do governo brasileiro, de regras claras, de segurança jurídica e de um sistema tributário racional” e comparou “o sistema” a um “manicômio”

Em seus últimos dias como presidente da Câmara, Maia intensificou o discurso crítico ao governo Bolsonaro.

Fechamento da fábrica

A montadora anunciou nesta segunda que encerrará a produção de veículos em suas fábricas no Brasil após 67 anos de fabricação – e 101 de presença no país. A montadora mantinha fábricas em Camaçari (BA) e Taubaté (SP), para carros da Ford, e em Horizonte (CE), para jipes da marca Troller.

A empresa, que fechou 2020 como a quinta que mais vendeu carros no país, com 7,14% do mercado, continuará comercializando produtos no Brasil, importados da Argentina e do Uruguai. A automobilística também informou que vai garantir a manutenção dos veículos já vendidos no país.

Dentre as instalações atuais, será mantido o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, além do campo de provas e da sede administrativa para a América do Sul, ambos no estado de São Paulo.

Metrópoles



Enquete
Você concorda com a TAXA DO LIXO adicionada a conta de água aprovada pelos NOBRES vereadores de União dos Palmares?
Total de votos: 1355
Google News