01/08/2021 09:44:11

Especial
10/01/2021 21:00:00

Casa da Mulher Alagoana é inaugurada e vai auxiliar vítimas de violência doméstica


Casa da Mulher Alagoana é inaugurada e vai auxiliar vítimas de violência doméstica

Foi realizada, nesta sexta-feira (08), a inauguração da Casa da Mulher Alagoana, que contará com diversos serviços para proteger mulheres vítimas de violência doméstica. A iniciativa do lugar teve o apoio dos três Poderes: Judiciário, Legislativo e Executivo.

A Casa da Mulher Alagoana Nise da Silveira reunirá Juizado, Delegacia Especializada, Patrulha Maria da Penha, Defensoria Pública e outros serviços voltados para a proteção das vítimas de violência doméstica. Funcionando na Praça Sinimbu, no Centro, o local contará ainda com alojamento temporário, salas de atendimento psicossocial, brinquedoteca e centro de mediação e conciliação.

Um programa de encaminhamento das mulheres para capacitação e emprego também funcionará na estrutura, por meio de parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL). De acordo com a coordenadora da Casa, Érika Lima, concentrar os órgãos em um só espaço vai evitar que a mulher percorra "uma verdadeira via crucis" na hora de denunciar ou buscar proteção. "Elas não precisarão mais andar de órgão em órgão. Aqui terão um atendimento humanizado, sem preconceito", garantiu.

No evento, a bancada feminina estava representada pelas deputadas Ângela Garrote (PP), Fátima Canuto (PRTB), Flávia Cavalcante (PRTB) e Cibele Moura (PSDB). A solenidade foi conduzida pelo presidente do Poder Judiciário, desembargador Tutmés Ayran, e contou com as presenças da secretária estadual da Mulher e dos Direitos Humanos, Maria José, representando o Governo do Estado; do prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, do vice-prefeito Ronaldo Lessa, e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Alagoas (OAB/AL) e do Ministério Público Estadual.

Para o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Tutmés Airan, equipamento vai fortalecer o combate à violência doméstica no estado. "Tenho muito orgulho dessa obra. Ela veio para reforçar o combate a esse crime covarde e insidioso, praticado muitas vezes em um espaço que deveria ser de amor e proteção", lembrou o desembargador.

Já a deputada estadual Ângela Garrote afirmou que a casa é um marco para Alagoas. "Esse espaço vai defender as mulheres e ser referência", disse.

O prefeito de Maceió, JHC, assegurou que o Executivo Municipal apoia a iniciativa. "Temos que cultivar essa semente que foi plantada hoje. No que depender de mim, podem contar com a Prefeitura".

com TJ-AL e ALE

Folha de Alagoas



Enquete
Pontue entre 0 a 05 o governo do presidente Jair Bolsonaro
Total de votos: 574
Google News