28/10/2020 20:54:25

14/08/2009 00:00:00

Municípios


Municípios

com cadaminuto // siteaquiacontece-rafael medeiros

“Matei a mulher que eu amo”. Essa foi a afirmação de Douglas Lúcio dos Santos que completa 18 anos na próxima semana e até lá deve permanecer sob os cuidados da polícia por ter assassinado “por amor”, sua companheira Claudenice Barros Teles, de 18 anos.

O crime ocorreu nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (14) na segunda travessa Fernando Peixoto, parte baixa do município de Penedo, quando a vítima chegou em casa após ter ido a uma padaria próxima para comprar pães que provavelmente seria o café da manhã do casal.

Chegando em casa a vítima foi surpreendida pelo companheiro descontrolado e com uma arma de fogo na mão. Em poucos minutos e sem titubear Douglas disparou contra a mulher, atingindo-a na cabeça. Os vizinhos informaram que o casal morava há pouco tempo no local e que mais dois irmãos do acusado também residem no quarto alugado que também servia para depósito de mercadorias que eram comercializadas pelos irmãos.

Claudenice é natural de Neopólis, cidade ribeirinha do vizinho Estado de Sergipe, enquanto Douglas e os irmãos são de Arapiraca. O acusado foi preso por policiais civis da 7ª Delegacia Regional logo após a prática do crime.
 Ao perceber a chegado dos policiais o acusado jogou a arma e se atirou no chão, gritando, “matei a mulher que eu amava, matei a mulher da minha vida”. Sem reagir ele foi encaminhado a delegacia para depor e aguarda a decisão da justiça que determinará o cumprimento penal da lei.

 



Enquete
Você é favorável a privatização do SAAE de União dos Palmares?
Total de votos: 99
Google News