25/10/2020 22:51:22

13/08/2009 00:00:00

Brasil


Brasil

com jconline //

Uma menina de 12 anos morreu após receber forte descarga elétrica ao fazer chapinha no cabelo nessa quarta-feira (12), dentro de casa, no Conjunto Residencial Beira Mar, no Janga, em Paulista, Região Metropolitana do Recife. A menina teria usado babyliss, uma espécie de chapinha usada para ondular ou cachear os cabelos. Informações preliminares dão conta de que ela estaria com os cabelos molhados quando usou o aparelho.

Por volta das 11h30, Ingrid Regina da Paixão Silva foi encontrada no banheiro da casa dela pelo pai, que voltou do trabalho mais cedo a pedido da esposa, que ficou preocupada porque Ingrid não estava atendendo o telefone. A menina chegou a ser socorrida para a Prontoclínica Torres Galvão, também em Paulista, mas não resistiu. A adolescente será enterrada no Cemitério de Santo Amaro, no final da tarde desta quinta-feira (13).

De acordo com a ONG Criança Segura, 350 crianças morrem por ano no Brasil vítimas de queimaduras, sendo 49% dos casos em decorrência de choque elétrico. Segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica, de 2001 a 2006, uma média anual de 986 pessoas se envolveram em acidentes com rede elétrica dentro e fora de casa. Desse total, 323 morreram, 278 tiveram lesões graves e 385, lesões leves.

Em agosto de 2008, uma professora de Tubarão, em Santa Catarina, e sua filha morreram em decorrência de choque elétrico. Os parentes das vítimas acreditam que o secador de cabelo tenha caído na pia do banheiro e, ao pegá-lo, a mãe, de 35 anos, recebeu a descarga elétrica que também atingiu a filha, de 4 meses.



Enquete
Você é favorável a privatização do SAAE de União dos Palmares?
Total de votos: 87
Google News