28/10/2020 23:30:30

Polícia
06/09/2020 07:00:00

Casal de idosos diz que teve residência invadida pela polícia durante operação em União dos Palmares

Mandado de busca teria sido expedido com endereço errado; casa foi revirada e disparos foram efetuados por policiais


Casal de idosos diz que teve residência invadida pela polícia durante operação em União dos Palmares

Um casal de idosos de União dos Palmares, no interior do Estado, alega ter sido surpreendido, na manhã desta sexta-feira (4), por policiais em sua residência portando um mandado de busca e apreensão. Segundo eles, a casa foi revirada e disparos chegaram a ser efetuados no local.

Alexandre Lima, advogado do casal, afirma que o mandado foi expedido no contexto da operação integrada que ocorreu contra uma organização criminosa vinculada ao tráfico de drogas na cidade.

O casal teria ficado extremamente nervoso e assustado com a ação. Segundo o advogado, com medo, a senhora não teria conseguido ir à delegacia, e o marido dela, de 66 anos, que só se locomove de cadeira de rodas e sofre com problemas de estresse, estava acamado durante a ação.

Tiros teriam sido disparados em direção ao forro de PVC da casa

FOTO: CORTESIA

Vidraças, fechaduras, vasos e quadros teriam sido quebrados durante a batida. Tiros também teriam sido disparados em direção ao forro de PVC da residência. "Eles são os únicos moradores daquele endereço. Após toda a confusão, os policiais perceberam que aquele não era o endereço onde deveriam estar, pediram desculpas e desejaram que tudo ficasse bem com o casal", disse o advogado.

Agora, eles procuram a Delegacia Geral da Polícia Civil de Alagoas (PC/AL), em Maceió, para buscar explicações. A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Alagoas, afirmou que iria acompanhar o caso. Eles pretendem acionar a Ouvidoria da Polícia Civil e da Polícia Militar, caso militares estejam envolvidos na batida.

Imagens do dano à residência foram registradas pelo casal, que pretende usá-las na defesa. Informações preliminares e extraoficiais dão conta de que o endereço dos suspeitos era a casa em frente à do casal, mas o mandado informava o número errado.

Procurada, a Polícia Civil afirmou que, por se tratar de uma operação conjunta, não irá se posicionar até ser confirmado que os policiais em questão eram da corporação. A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL) afirmou que irá averiguar as denúncias e se pronunciará posteriormente.

A operação

A operação deflagrada, nesta sexta-feira (4), pela Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), tem 26 mandados, sendo 13 de prisão e 13 de busca e apreensão, na cidade de União dos Palmares. Dez pessoas foram presas ao todo.

Armas, drogas e munições foram apreendidas com os suspeitos, que foram encaminhados para a sede da Delegacia Especial de Investigação e Captura (Deic) da PC/AL. A operação envolveu diversas divisões da Polícia Civil e do 2º Batalhão de Polícia Militar de Alagoas.

Gazetaweb



Enquete
Você é favorável a privatização do SAAE de União dos Palmares?
Total de votos: 101
Google News