28/10/2020 03:06:46

Educação
02/09/2020 10:00:00

5 maiores erros nos estudos online

O dia a dia na frente do computador estabelece alguns desafios que devem ser encarados com disciplina e organização


5 maiores erros nos estudos online

Acordar cedo, ir todo dia para a escola, o trânsito, o transporte público lotado, ter horários de aula fixos e chegar em casa exausto. As aulas presenciais têm um certo ritmo e algumas dificuldades que não encontramos na educação à distância. Mas, por mais que você esteja em casa e não encare todas essas questões, não significa que essa modalidade não seja desafiadora.

Os estudos online também exigem muito do estudante. “Como ele não está vendo os colegas nem o professor presencialmente, pode ser mais difícil se organizar sozinho, prejudicando o andamento dos estudos”, diz Heitor Ribeiro, coordenador do Curso Anglo.

Ribeiro destaca a importância de estabelecer um bom planejamento, que contemple o tempo de assistir às aulas, fazer tarefas e tirar as dúvidas. E nada de se dedicar dez horas em um dia e duas no outro. É importante manter uma constância para que o seu organismo se acostume à ideia de estudar a distância. Escolher um bom local de estudos, de preferência isolado, silencioso e livre de distrações, também faz toda a diferença

Mas mesmo com um planejamento impecável em mãos, uma rotina organizada e o local de estudos ideal, é possível cometer erros que vão prejudicar o seu rendimento e seu aprendizado. Separamos cinco e vamos ajudá-lo a resolver cada um. Confira:

Procrastinação

Como muitas aulas são gravadas, o estudante pode assisti-las a hora que quiser. Por um lado, isso pode até parecer positivo e permitir uma rotina mais flexível. Mas também pode fazer com que ele adie esse compromisso por um tempo indeterminado, fique com preguiça de iniciá-lo, deixe para mais tarde e acabe até acumulando mais de uma aula. 

Recuperar esse estudo perdido pode, a longo prazo, se tornar uma grande dificuldade: o conteúdo será deixado de lado ou você terá que estudá-lo muito rápido, de maneira superficial, não absorvendo os pontos mais importantes. 

Por isso, não deixe suas tarefas acumularem e assista a todas as aulas no dia predeterminado pelos seus professores.

Distrações

A sala de aula é um ambiente projetado para manter sua atenção nos estudos. Já na sua casa, existe uma série de fatores que pode tirar a sua atenção e seu foco. A televisão ligada, o celular repleto de notificações e outras abas do seu computador em sites que não têm nada a ver com as aulas são prejudiciais. Portanto, mude de cômodo e se possível, desligue os dispositivos ou coloque em modo avião. 

Acumular dúvidas

Durante ou ao final de uma aula presencial, é comum os estudantes fazerem perguntas aos professores ou frequentarem os plantões de dúvida. Além disso, ao ouvir a dificuldade de um colega em sala, é possível se identificar e já resolver ali mesmo algum ponto que não tenha compreendido.

Em casa, isso se torna mais complicado. Além de precisar se organizar de uma maneira diferente, já que muitas aulas não são ao vivo e há plataformas específicas para tirar dúvidas. O estudante pode estar tão atarefado que considere que resolver determinada questão não seja tão essencial. “No ambiente doméstico, o estudante às vezes tem muita coisa para fazer, e se ele não lidar com a dúvida na hora, é capaz de esquecer o fato não ter entendido aquele assunto”, diz Ribeiro.

“É muito importante que o estudante se organize para lidar com as dúvidas o mais rápido possível. Se elas surgirem, é importante buscar o plantão de dúvidas online, respostas na internet ou conversar com colegas para tentar entender na hora e não alimentá-la por muito tempo”, explica o coordenador. 

Não fazer simulados

Fazer vestibular exige treino. Não apenas dos conteúdos cobrados e diferentes tipos de questões, mas de todo o processo da prova. Por isso, é fundamental simular. 

Em casa, o estímulo pode não ser o mesmo de entrar em uma sala de cheia de estudantes, com um relógio controlando o tempo de prova, um gabarito a ser preenchido e ter uma certa limitação para sair da sala a hora que desejar. Então, tente chegar o mais próximo possível disso.

Tenha em mãos uma prova antiga (até cinco anos) do vestibular que deseja prestar, avise familiares que fará um exercício importante e precisa de concentração, reserve cinco horas do seu dia e se concentre. Nada de consultar seu material e realizar outras tarefas durante esse período. E não se esqueça de finalizar cerca de meia hora antes do final do tempo para considerar o preenchimento do gabarito. 

Deixar questões discursivas de lado

O estudante deve praticar a escrita ao longo do ano, tanto para a redação quanto para as questões dissertativas. E, mesmo com muitas atividades digitais, é importante escrever no papel. 

“Por passar muito tempo online, o estudante pode pensar que é mais fácil escrever uma redação ou questão discursiva digitando, só que ele precisa tomar cuidado, porque o computador tem algumas ferramentas que podem distorcer o texto. Por exemplo, as ferramentas de correção ortográfica, correção de sintaxe, podem ser muito úteis para escrever um e-mail, mas na hora do vestibular, o estudante não vai ter acesso a isso e esses recursos podem acabar atrapalhando a percepção do estudante sobre os erros que comete”, explica Ribeiro. 

Outro ponto importante é que, ao digitar um texto no computador, perdemos a noção do quanto ele ocuparia escrito à mão em uma folha de 30 linhas. Na prova de redação existirá um limite e, ao longo do ano, é preciso treinar nesse formato, sabendo estruturar o seu texto de forma clara e respeitando o espaço fornecido pela banca. 

euestudante - correio braziliense



Enquete
Você é favorável a privatização do SAAE de União dos Palmares?
Total de votos: 99
Google News