13/08/2020 00:14:43

Geral
11/06/2020 16:00:00

Perigos do álcool em gel: cresce o número de queimaduras no Brasil


Perigos do álcool em gel: cresce o número de queimaduras no Brasil

Com a pandemia do novo coronavírus, o uso do álcool em gel se tornou uma medida emergencial para o combate da Covid-19. Mas o risco de acidentes com queimaduras graves aumentou desde a flexibilização e venda do produto. É o que aponta a campanha de prevenção a queimaduras promovida pela Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ). Em entrevista ao Tarde Nacional desta terça-feira (09), o presidente da SBQ, José Adorno, comentou os riscos do álcool em gel.

Segundo o presidente, o grande problema é que as pessoas usam o produto como se fosse um hidratante corporal, realizando as atividades domésticas normalmente após o seu uso, como cozinhar ou se expôr ao fogo, e esquecem que o álcool é altamente inflamável. Principalmente o álcool em gel, que demora mais tempo para evaporar e perder as propriedades inflamáveis.

Foi pensando nesses acidentes que a Sociedade Brasileira de Queimaduras lançou o Junho Laranja, uma campanha de prevenção a queimaduras. Este ano o foco é alertar sobre os cuidados com as crianças, que representam 40% dos acidentes domésticos. Com o isolamento social, as crianças passam mais tempo em casa e podem sofrer riscos motivados pela curiosidade de puxar cabos de panela, toalhas de mesa e o contato com líquidos quentes ou inflamáveis.

José Adorno também explicou estratégias simples para evitar queimaduras e ajudar em casos graves, como o que fazer quando presenciar uma pessoa em chamas. Apostar na prevenção é fundamental, mas em casos mais graves é importante contatar o SAMU e o Corpo de Bombeiros pois possuem protocolos bem desenvolvidos para cuidar de incêndios e queimaduras.

Agência Brasil



Enquete
Qual o candidato de sua preferência para a Prefeitura de União dos Palmares?
Total de votos: 9479
Google News