04/08/2020 08:23:07

Polícia
05/06/2020 18:30:00

Preso jovem de 19 anos que participou de execução de mulher em Major Isidoro; polícia trouxe detalhe


Preso jovem de 19 anos que participou de execução de mulher em Major Isidoro; polícia trouxe detalhe

Policiais civis com apoio de equipes da Polícia Militar (PM) prenderam nesta quarta-feira (3), um jovem de 19 anos suspeito de participar do assassinato da mulher Gilvoneide Soares da Silva 32, morta a tiros na manhã da terça-feira (2).

O crime aconteceu na residência da vítima, no Conjunto Alto do Cruzeiro, na cidade de Major Izidoro, no Sertão de Alagoas.

Em depoimento, o suspeito, preso na cidade de Cacimbinhas, também no Sertão alagoano, alegou que ele e um amigo estavam bebendo na casa da vítima quando teve início uma discussão entre Givoneide e o outro homem, que estava armado e atirou contra a dona da casa.

Policiais que investigam o crime confirmaram que a mulher morta se recuperava de um atentado a bala, mas não detalharam se o crime tem relação com o atentado.

Outras informações a qualquer momento. Relembre o caso-

Uma mulher, identificada por Vanessa, foi morta a tiros na manhã desta terça-feira (2), em Major Izidoro, região do Sertão de Alagoas. A vítima estava na residência dela, no bairro Alto do Cruzeiro, quando foi alvejada pelos tiros. Segundo informações, a mulher já tinha sido vítima de um atentado, porém, conseguiu sair ilesa.

Os disparos teriam sido feitos por um homem, que fugiu do local em seguida e não foi identificado. Vanessa entrou em óbito no local, antes mesmo de receber qualquer atendimento médico.

Até as 15h desta terça-feira (2) ninguém sabia quem era, de fato, a mulher identificada apenas como Vanessa, que foi assassinada durante a manhã no conjunto Alto do Cruzeiro, na cidade de Major Izidoro, região Agreste de Alagoas.

A vítima, que segundo testemunhas havia escapado recentemente de uma tentativa de homicídio, morreu após um homem invadir repentinamente a casa em que ela estava e disparar várias vezes contra ela com uma arma de fogo.

O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca foi acionado para recolher o corpo da vítima, onde ela permanece até agora sem que alguém o reclame como sendo parente ou que possa identificá-la oficialmente. O crime deve ser investigado pela Delegacia de Major Izidoro.

Ela residia no conjunto Alto do Cruzeiro em Major Izidoro. O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca foi acionado para recolher o corpo da vítima. O crime deve ser investigado pela Delegacia de Major Izidoro.

detalhes da noticia

 



Enquete
Qual o candidato de sua preferência para a Prefeitura de União dos Palmares?
Total de votos: 1282
Google News