01/10/2020 05:57:35

Governo
30/04/2020 14:00:00

Bolsonaro recua e revoga nomeação de Ramagem para direção geral da PF


Bolsonaro recua e revoga nomeação de Ramagem para direção geral da PF

O presidente Jair Bolsonaro recuou da indicação e revogou, em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), na tarde desta quarta-feira (29/4), a nomeação de Alexandre Ramagem.para diretor-geral da Polícia Federal.

A medida ocorre após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter suspendido a nomeação de Ramagem. Moraes atendeu um pedido feito por meio de um mandado de segurança apresentado pelo PDT.

A posse dele, juntamente com o novo ministro da Justiça, André Mendonça e do novo advogado-geral da Advocacia Geral da União, José Levi Mello do Amaral Júnior, estava prevista para às 15h.

Bolsonaro foi acusado de interferir na corporação e trocar o diretor para defender aliados e os filhos em investigação. Essa suposta ação foi revelada pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que pediu demissão por causa disso.

O DOU desfez ainda a exoneração de Ramagem do cargo de Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

“O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,caput, inciso XXV, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 2º-C da Lei nº 9.266, de 15 de março de 1996, resolve: TORNAR SEM EFEITO o Decreto de 27 de abril de 2020, publicado no Diário Oficial da União do dia 28 de abril de 2020, Seção 2, página 1, referente à nomeação de ALEXANDRE RAMAGEM RODRIGUES, para exercer o cargo de Diretor-Geral da Polícia Federal do Ministério da Justiça e Segurança Pública e à exoneração do cargo de Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência”.

Correio Braziliense



Enquete
Você concorda com os 10 Vereadores que aprovaram a verba de 4,5 mil para combater a Covid19 em União dos Palmares?
Total de votos: 477
Google News