15/08/2020 11:34:14

22/06/2009 00:00:00

Saúde


Saúde

 Gazetaweb - Janaina Ribeiro com informações da Sesau e do Ministério da Saúde

O mais recente boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde confirmou o 1º caso da gripe H1N1 em Alagoas. O estado ainda não confirmou o nome do paciente, mas anunciou uma coletiva para às 10h30 desta segunda-feira. Nesta última semana, foram confirmados 35 novos casos de infecção pelo vírus Influenza A (H1N1): 15 em São Paulo, quatro em Minas Gerais, quatro no Rio de Janeiro, quatro no Rio Grande do Sul, três em Santa Catarina, um no Distrito Federal, um no Espírito Santo, um no Mato Grosso, um no Paraná e um aqui em Alagoas. Todos os pacientes passam bem.

De acordo com o Governo Federal, Alagoas ainda tem três casos suspeitos, cujas amostras de sangue e saliva estão no laboratório da Friocruz, no Rio de Janeiro, para teste. Dos seis exames enviados e com resultados prontos até o momento para avaliação, cinco foram descartados e os pacientes não estão infectados pelo vírus H1N1. No total, o estado teve nove casos suspeitos.

Vítima é homem e está sendo monitorada

A Secretaria de Estado da Saúde informou que o caso confirmado é o do 6º paciente que deu entrada no Hospital Escola Hélvio Auto com suspeita da gripe A.

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs / Sesau) garante que o estado clínico do paciente é bom e que o período de transmissibilidade (um dia antes até sete dias após o inicio dos sintomas) do vírus H1N1 foi encerrado no domingo. Todas as pessoas que tiveram contato com a vítima estão sendo monitoradas.

O paciente, do sexo masculino, residente em Maceió, adoeceu depois de uma viagem à Argentina. Ele retornou ao Estado no último dia 15, tendo começado a apresentar os sintomas da doença desde o dia 14. Ao retornar a sua cidade, ele procurou o hospital Santa Juliana, onde a equipe médica entrou em contato com o Cievs para providenciar o encaminhamento ao Hélvio Auto.

Mais um caso sob suspeita

No último sábado (20), a Secretaria Estadual de Saúde informou que foi registrado mais um caso suspeito de gripe A (H1N1) em Alagoas. A vítima do sexo feminino reside em Maceió e estava no mesmo vôo vindo da Argentina em que foi registrado o último caso suspeito da doença.

Na sexta-feira passada (19), ela apresentou os sintomas de febre, tosse seca, dores musculares e nos olhos, cansaço e congestão nasal e foi internada no Hospital Escola Hélvio Auto, onde foi realizada a coleta do exame pelo Lacen (Laboratório Central), que foi enviada para a Fiocruz.

Paciente já começou tratamento

De acordo com o CIEVS (Centro de Informações de Estratégias em Vigilância de Saúde), a paciente já iniciou o tratamento terapêutico preconizado pelo Protocolo de Procedimentos para o Manejo de Casos e Contatos de Influenza A (H1N1) do Ministério da Saúde.

Segundo o CIEVS, a paciente continua hospitalizada por ter asma, o que poderá trazer complicações respiratórias. Caso o resultado do exame foi negativo, ela deverá receber alta na próxima semana.

No Brasil, já são 215 casos confirmados

Com os 35 novos casos confirmados esta semana, o total acumulado de pessoas infectadas com o vírus H1N1 no País chega a 215. Em todos os casos, estão sendo realizados busca ativa e monitoramento de todas as pessoas que estabeleceram contato próximo com esses pacientes.

O Ministério da Saúde informou que acompanha, ainda, 221 casos suspeitos no Brasil. As amostras com secreções respiratórias dos pacientes estão em análise laboratorial.

Além disso, 560 casos foram descartados até o momento. Devido ao volume de novos casos confirmados, as informações sobre o tipo de transmissão – se foi autóctone (ocorrida dentro do território nacional) ou se são casos importados – passarão a ser divulgada a partir desta segunda-feira.

Até o boletim da última sexta-feira o País tinha registrado 23 casos autóctones, todos com vínculo epidemiológico com pacientes procedentes do exterior. Desse modo, o Ministério da Saúde considera que, até o momento, a transmissão no Brasil é limitada, sem evidências de sustentabilidade da transmissão do vírus da Influenza A (H1N1) de pessoa a pessoa.

95 países estão infectados


A Organização Mundial da Saúde divulgou que 95 países têm casos confirmados e divulgados da doença.

Desse total, 35 têm casos autóctones: Europa (Áustria, Bélgica, Dinamarca, Estônia, França, Alemanha, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Romênia, Eslováquia, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido); Américas (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Estados Unidos, Guatemala, México, Panamá, Peru e Uruguai); Ásia (Japão); África (Egito) e Oceania (Austrália).

Segundo a OMS, México, EUA, Canadá e Austrália são considerados os países com transmissão sustentada.



Enquete
Qual o candidato de sua preferência para a Prefeitura de União dos Palmares?
Total de votos: 9621
Google News