05/04/2020 10:30:29

Polícia
12/02/2020 07:00:00

Polícia captura menor suspeito de estuprar e estrangular menina de 11 anos


Polícia captura menor suspeito de estuprar e estrangular menina de 11 anos

Foi apreendido, nesta terça-feira, 11, o menor suspeito de estuprar e matar a pequena Mariana Vieira Marques Barbosa, de apenas 11 anos. O corpo de Mariana foi encontrado ontem de manhã, na cidade de Marechal Deodoro, ela havia sido esganada e estava seminua.

O crime foi cometido por menor, de 17 anos, que é namorado da prima da vítima. O suspeito não confessou o crime, mas entrou em contradição no depoimento.

Em depoimento para a polícia, a prima de Mariana informou que o namorado havia pedido para ela mentir em depoimento. Ela admitiu que estava em casa com o namorado e a prima, mas foi dormir e deixou apenas os dois na sala. O namorado foi para a cama por volta das 5 horas da manhã.

"O crime está elucidado. O suspeito foi interrogado por mais de uma oportunidade, várias contradições foram vistas em seus depoimentos consecutivos, a namorada [dele] confessou e nos narrou que ele tinha, antes das oitivas, pedido para ela mentir em depoimento e, além disso, ele também tinha confessado o fato a ela. Nós chegamos à conclusão de que foi esse indivíduo, este menor de 17 anos, que praticou esse ato bárbaro contra esta criança", informou o delegado Leonam Pinheiro.

A polícia já identificou o horário da morte da criança, que bate com o horário descrito pela namorada do suspeito. Ainda é necessário descobrir onde a criança foi assassinada, pois já foi descoberto que o crime não ocorreu onde o corpo foi encontrado.

Como a criança foi estuprada, a polícia coletou material genético da menina e irá comparar com o material genético do suspeito.

O crime chocou moradores de Marechal Deodoro. Eles realizaram um ato na frente do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) da cidade, onde o suspeito estava detido.

Já é Notícia


Enquete
Mesmo com a obrigação dos governos estaduais e municipal de isolamento da população você concorda em trabalhar?
Total de votos: 301
Google News