07/04/2020 13:52:10

Saúde
25/01/2020 14:00:00

Brasil está em nível de alerta 1 contra o coronavírus; entenda

Ministério da Saúde instala comitê de monitoramento para agir em casos que se concretizarem, apesar de o risco ser considerado baixo. Cinco suspeitas, uma delas surgida no DF, foram afastadas


Brasil está em nível de alerta 1 contra o coronavírus; entenda

O Ministério da Saúde instalou nesta quinta-feira (23/1) o Centro de Operações de Emergência (COE) – Coronavírus para atuar em possíveis casos que surgirem no Brasil. O nível de alerta é 1, em uma escala de 1 a 3. De acordo com a pasta, a instalação do COE é vista como uma precaução, pois o comitê é ativado sempre que existe um evento de impacto na saúde pública. Recentemente, foi instalado para os casos de sarampo e também no rompimento da barragem em Brumadinho.

Para o secretário substituto de Vigilância em Saúde, Júlio Croda, a avaliação de risco de propagação hoje do agente biológico é baixa. “Não sabemos, até o momento, a forma de transmissão. Por enquanto, o relato que chegou ao Ministério da Saúde é que existe uma transmissão restrita em familiares (de infecctados) e profissionais de saúde”, ressaltou.

O ministério informou que acompanha os episódios de contaminação, que surgiu em Wuhan, na China, desde 31 de dezembro passado. “O comitê é ativado constantemente e existem diferentes níveis. O nível que estamos agora é inicial, de alerta, justamente para organizar o serviço de saúde”, afirmou Croda. A pasta voltou a reafirmar que não existe nenhum caso suspeito confirmado no Brasil.

A pasta, porém, confirmou que recebeu a notificação de cinco casos, tratados como suspeitos pelas secretarias estaduais, mas já descartados por não se enquadrarem nos critérios utilizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O primeiro aviso veio do Distrito Federal, em 18 de janeiro. Os demais alertas vieram de Minas, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Segundo a organização, para ser considerada uma possibilidade de coronavírus, além de ter apresentado febre e/ou sintomas respiratórios (como tosse e dificuldade para respirar), o paciente precisa ter viajado para Wuhan ou ter realizado contato próximo com algum caso confirmado ou suspeito do vírus, nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas. A cidade chinesa é a única área com transmissão ativa do agente.

“Até o momento, não existe nenhum caso suspeito de coronavírus no Brasil, mas nada impede que essa definição seja atualizada. Nossa recomendação para os gestores de saúde é de que leiam o boletim epidemiológico para saber como enquadrar os casos”, acrescentou Croda.

Corre Braziliense



Enquete
Mesmo com a obrigação dos governos estaduais e municipal de isolamento da população você concorda em trabalhar?
Total de votos: 307
Google News