03/04/2020 04:32:41

Alagoas
14/01/2020 07:00:00

Mulher decapitada foi encontrada com dinheiro dentro da boca, diz delegado

Segundo Valter Nascimento, dentro da boca da vítima tinha R$ 154,00; até o momento, ninguém foi preso


Mulher decapitada foi encontrada com dinheiro dentro da boca, diz delegado

O delegado Valter Nascimento informou, nesta segunda-feira (13), que a mulher que teve a cabeça decapitada em União dos Palmares, na Zona da Mata de Alagoas, foi encontrada com uma quantia de R$ 154,00 dentro da própria boca. Além disso, suspeita que a vítima foi morta por ter envolvimento com tráfico de drogas. 

"A investigação do caso não foi iniciada oficialmente, mas, ao chegar no local, a equipe policial se deparou com uma quantia em espécie dentro da boca da vítima. Sabemos, também, que a mesma era usuária de drogas e que poderia está sofrendo ameças devido à dividas", expôs Nascimento, que encontra-se de férias e que deve investigar o caso já na próxima semana. 

 

Ainda segundo o delegado, a vítima, que não teve a identidade divulgada, era bastante conhecida na região que residia. "Ela tinha amizades com pessoas da pesada, além de ter um histórico de problemática. Suspeitamos, até, que esse dinheiro encontrado na boca dela foi um aviso de que ela falava demais", ressaltou. 

Valter Nascimento disse, ainda, que testemunhas do crime devem ser ouvidas e que, até o momento, nenhuma pessoa foi apontada como suspeita da ação criminosa que resultou em uma morte. 

O CASO

Segundo informações do 2° Batalhão de Polícia Militar (2°BPM), acionado para a ocorrência, a mulher foi encontrada por populares com a cabeça decapitada e teria sido morta a facadas, na madrugada desta segunda (13). 

Segundo pop0ulares que se encon travam no local do crime, a mulher chamava-se Maria Josy Pereira da Silva, de 41 anos. Em conversa com um site local, o delegado Valter Nascimento afirmou que recebeu a informação que a vítima seria moradora de rua e andava junto com outras pessoas. Elas devem ser ouvidas na próxima semana.

Além disso, o cadáver estava parcialmente despido, com uma calça jeans, que estava com o zíper aberto, e sutiã. Ainda não se sabe se ela sofreu violência sexual antes de morrer.

Os suspeitos do crime, no entanto, fugiram tomando destino ignorado. 

Gazetaweb

Redes Sociais

 

 

 
 
Galeria




Enquete
Mesmo com a obrigação dos governos estaduais e municipal de isolamento da população você concorda em trabalhar?
Total de votos: 295
Google News