08/08/2020 23:13:18

Educação
08/12/2019 19:00:00

Em Colônia, Sinteal e vereadores se unem aos professores em audiência pública sobre Precatórios do Fundef


Em Colônia, Sinteal e vereadores se unem aos professores em audiência pública sobre Precatórios do Fundef

Nesta quinta-feira (5), no município de Colônia Leopoldina, através do Sinteal foi realizada uma audiência pública sobre o rateio dos precatórios do FUNDEF. A discussão aconteceu na Câmara Municipal daquela cidade. Dirigentes do núcleo regional do Sinteal e diretores participaram da atividade com intervenções na defesa de que parte dos recursos seja destinada ao rateio com trabalhadores e trabalhadoras da educação.

A discussão foi proveitosa e reflete uma realidade de muita luta enfrentada pelos professores e os órgãos que abraçam a causa no objetivo de terem o que consideram direitos; os 60% do valor do Precatórios do Fundeb [antigo fundef], que naquela cidade passa de R$ 30 milhões de reais o valor total.

Estiveram presentes educadores e educadoras. Entre os parlamentares, os vereadores de Colônia: Marcelo dos Kebrados, Rubinho, Graça Leite, Jorge Cazuzinha e Edivan Lucas, presidente da Casa legislativa apoiaram os profissionais. O Deputado Federal JHC enviou representantes que estiveram acompanhando a pauta.

A audiência foi uma iniciativa da câmara municipal, através de um requerimento de autoria do vereador Rubinho, para o legislativo a audiência foi considerada de grande relevância, inclusive, o vereador Marcelo dos Kebrados ressaltou a importância da educação e dos seus profissionais

Marcelo disse ter se indignado com a postura do governo municipal, quando segundo ele, o procurador municipal assumiu que indicou ao prefeito a não ratear, com os argumentos de que não encontra legitimidade em fazer tal rateio, para Marcelo realmente é lamentável e que, mesmo ausente na audiência, ele disse que o prefeito em outros momentos já tem demonstrado não ter interesse algum em pagar o que considera, segundo o vereador, garantia legal dos professores.

Durante a audiência a presidente estadual da comissão de educação “Joaninha” fez um resgate histórico sobre o recurso do FUNDEF e como se tornou precatório, e reafirmou os motivos de a destinação dos recursos serem direito do trabalhador da educação. “Não apenas a parte que legitimamente deve ser rateada entre os profissionais, mas que todos os recursos fiquem na manutenção da educação!”, disse ela.

Os assessores jurídicos do deputado federal JHC, advogados Rogério e Pedro, estiveram na audiência assim como o procurador do município de Colônia Leopoldina, João Marcel, o DINDSERV, sindicato municipal e demais representantes aqui já citados.

JG Notícias



Enquete
Qual o candidato de sua preferência para a Prefeitura de União dos Palmares?
Total de votos: 5069
Google News