06/12/2019 17:04:57

Violência
11/11/2019 19:00:00

Irmãos acusados de vários crimes são assassinados enquanto bebiam em Arapiraca


Irmãos acusados de vários crimes são assassinados enquanto bebiam em Arapiraca

Dois irmãos foram assassinados enquanto bebiam em um bar, neste sábado (9), no povoado Folha Miúda, zona rural de Arapiraca. Talvane Siqueira da Silva, de 23 anos, e Cristiano Siqueira da Silva, de 32, foram socorridos à Unidade de Emergência do Agreste (HUE), mas faleceram. Talvane morreu nas primeiras horas deste domingo (10) e Cristiano por volta das 10:15h.

Ambos eram moradores de uma localidade conhecida como Morro dos Macacos e residiam na rua São Vicente, próximo do matadouro novo. Cristiano Siqueira da Silva era conhecido como "Pretinho" e respondia a processos na Justiça por tentativa de homicídio e posse ilegal de arma de fogo. 

Talvanes, de 23 anos, era conhecido como "Galeguinho do CD"

FOTO: REPRODUÇÃO

Já Talvane era conhecido como "Galeguinho do CD" e, segundo informações da Polícia Civil (PC), já foi preso acusado de homicídios. Um dos homicídios do qual é acusado teria sido cometido em conjunto e ordenado por um outro irmão dele, chamado Luciano Siqueira da Silva, conhecido como "Galego". 

 

A vítima, Thiago Simplício de Sousa, de 30 anos, teria dívidas do tráfico com os irmãos e foi assassinada em 30 de janeiro de 2018 na zona rural de Craíbas.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), Cristiano Siqueira da Silva respondia também por tentativa de homicídio desde 2016. Consta nos autos do processo que ele foi preso em flagrante em 26 de abril de 2016, por volta da meia noite. Por este crime, ele havia sido intimado em 16 de agosto deste ano e passou por audiência no dia 3 de setembro de 2019.

Também em 2016, sendo no dia 13 de outubro daquele ano, Cristiano voltou a ser preso em flagrante. Desta vez, ele foi flagrado em Igaci, na rua Pedro Joaquim, Centro da cidade, com onze munições de arma de fogo calibre 38 dentro de um armário da cozinha. Ainda assim, Cristiano foi liberado após pagamento de fiança.

A Delegacia de Homicídios de Arapiraca deve investigar quem são os autores e qual a motivação para o duplo homicídio. Por enquanto, ninguém foi preso e/ou apontado como suspeito.



Enquete
Você concorda com a redução de horário das delegacias de Alagoas
Total de votos: 21
Google News