11/12/2019 02:20:17

Justiça
05/11/2019 23:00:00

MP pede condenação de militar por homicídio quadruplamente qualificado


MP pede condenação de militar por homicídio quadruplamente qualificado

O promotor de Justiça Rodrigo Soares, da 9ª Promotoria da Capital, informou, durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (04), que o Ministério Público Estadual (MPE) ingressou com uma ação penal na última sexta-feira (1º), pedindo a condenação do policial militar Josevildo Valentim dos Santos Júnior, suspeito de uma série de estupros cometidos na Região Metropolitana de Maceió por homicídio quadruplamente qualificado. Na ação penal, o MPE também pede que o soldado da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL) seja expulso das fileiras da corporação.

 

 

A ação impetrada pelo MPE é relacionada ao crime praticado no dia 15 de outubro, no Pontal da Barra, em que teve como vítima fatal Aparecida Rodrigues Pereira, 18 anos, e o namorado dela. No entanto, pelo menos, outras 10 mulheres podem ter sido vítimas do suspeito. Elas, inclusive, procuraram as Delegacias de Rio Largo e Marechal Deodoro para denunciar os crimes.

O promotor pede a condenação do soldado Valentim por homicídio qualificado, tendo quatro qualificadoras consideradas: motivo torpe, recurso que dificultou a reação da vítima, assegurar a impunidade de outro crime e feminicídio. E também pela tentativa de homicídio praticada contra o esposo/namorado da Aparecida. Neste caso, a tentativa seria por três qualificadoras: motivo torpe, recurso que dificultou a reação da vítima e assegurar a impunidade de outro crime.

"Recebi o inquérito policial em tempo recorde e reagi com perplexidade diante dos atos cometidos pelo militar", afirmou o promotor.

Por ser tratar de um pedido administrativo, o promotor disse que vai acompanhar se a PM acatará o pedido de excluir o soldado da corporação.

Sobre os demais crises atribuídos ao militar, o promotor Rodrigo informou que vai conversar com os colegas promotores para que possam trabalhar em conjunto e fazer com que as investigações sejam céleres. O intuito é esclarecer o quanto antes estes estupros informados.

O MPE também aguarda laudos da perícia técnica, o que pode modificar ainda mais o pedido de condenação já feito à Justiça.

 



Enquete
Você concorda com a redução de horário das delegacias de Alagoas
Total de votos: 43
Google News