21/11/2019 04:47:27

Especial
25/09/2019 15:00:00

#Verificamos: É falso que STF liberou gabinete na PF para Lula despachar em Curitiba


#Verificamos: É falso que STF liberou gabinete na PF para Lula despachar em Curitiba

Circula nas redes sociais uma imagem que mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em uma sala reunido com seus advogados, Cristiano Zanin Martins e Valeska Martins, e outras três pessoas. O texto que acompanha o post afirma que o Supremo Tribunal Federal (STF) liberou um gabinete, dentro da Polícia Federal, para Lula despachar. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

 
 
 
 
 

#Verificamos: É falso que STF liberou gabinete na PF para Lula despachar em Curitiba

Yahoo Notícias
Reprodução
Ver as imagens
 
Reprodução

por Maurício Moraes

Circula nas redes sociais uma imagem que mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em uma sala reunido com seus advogados, Cristiano Zanin Martins e Valeska Martins, e outras três pessoas. O texto que acompanha o post afirma que o Supremo Tribunal Federal (STF) liberou um gabinete, dentro da Polícia Federal, para Lula despachar. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

Reprodução
Ver as imagens
 
Reprodução

“Novidade da pior espécie. O STF liberou um ‘gabinete’ dentro da PF para o presidiário poder despachar”

Legenda de post no Facebook que, até as 15h de 23 de setembro de 2019, tinha mais de 31 mil compartilhamentos

FALSO

A informação, analisada pela Lupa, é falsa. A imagem que circula no Facebook mostra uma audiência realizada por três integrantes do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) com o ex-presidente, ocorrida em 17 de setembro de 2019. Os representantes do órgão foram até o Departamento da Polícia Federal, em Curitiba, onde Lula cumpre pena, para apurar denúncia de violação de garantias constitucionais e direitos humanos. O caso está relacionado à série de reportagens #VazaJato, divulgadas pelo The Intercept Brasil, com áudios que demonstrariam parcialidade na Operação Lava Jato com o objetivo de condenar o ex-presidente.

Em sua página no Facebook, o CNDH divulgou uma foto que mostra seus três membros diante da Polícia Federal, em Curitiba, no dia da visita: o presidente do órgão, Leonardo Pinho, representante da Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários (Unisol Brasil); Leandro Scalabrin, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB); e Ismael José Cesar, da Central Única dos Trabalhadores (CUT). A audiência durou duas horas.

A assessoria de imprensa do CNDH informou à Lupa, por telefone, que a foto dos conselheiros com o ex-presidente foi tirada pelo próprio órgão. A imagem não chegou, no entanto, a ser divulgada nos canais oficiais do conselho. Também por meio de sua assessoria de imprensa, o STF informou à Lupa, por e-mail, que não houve qualquer decisão sobre liberar um gabinete ao ex-presidente.

Uma versão semelhante desta checagem foi publicada por Aos Fatos e Boatos.org.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Yahoo Notícias

 



Enquete
Se a Eleição Municipal fosse hoje qual seria seu candidato preferido?
Total de votos: 2683
Google News