17/11/2019 11:29:24

Saúde
11/09/2019 16:30:00

Remédio em Casa leva qualidade de vida a usuários de medicamentos de alto custo


Remédio em Casa leva qualidade de vida a usuários de medicamentos de alto custo

“Além dos problemas renais e dificuldade de locomoção da minha filha, ainda sofro com hipertensão. Por isso, o deslocamento até o Ceaf [Componente Especializado da Assistência Farmacêutica] é sempre cercado de dificuldades. Com o Remédio em Casa, ganhamos em qualidade de vida”. O depoimento em tom de alívio é da dona de casa Maria do Carmo Santos, mãe de Juliana Santos, beneficiada com o programa lançado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), no último dia 30 de agosto.

O Remédio em Casa vai beneficiar oito mil maceioenses com a entrega de medicamentos de alto custo, no conforto de suas residências. Além da dificuldade de locomoção, como é o caso de Juliana Santos, o programa é destinado a usuários do Ceaf com 80 anos ou mais, pessoas com transtornos mentais, deficiência física, esclerose múltipla, síndrome congênita, acamados e transplantados.

José Antônio Gomes, morador do bairro Sítio São Jorge, em Maceió, também é um dos contemplados com o Remédio em Casa. Ele sofre com problemas renais e diabetes, o que dificulta a sua locomoção. Até o mês passado, ele tinha que se deslocar até o Ceaf, no bairro Farol, para receber sua medicação. Como o novo programa, passou a receber o medicamento no conforto de sua residência.

“Sofria muito com essa rotina. Agora posso receber os remédios na quantidade correta em casa. Além de não necessitar mais se deslocar, ainda vou economizar o dinheiro da passagem. É de programas assim que necessitam os usuários do SUS [Sistema Único de Saúde]”, ressalta José Antônio Gomes.

Entrega por Motoboys – De acordo com a assistente social do Ceaf, Bianca Paes, os remédios são entregues por uma equipe formada por quatro motoboys, devidamente treinados. Diariamente eles recebem um mapa com rota a ser cumprida, que especifica o nome do paciente, a patologia que ele possui e o endereço do usuário cadastrado no programa Remédio em Casa.

“Todos os dias cada um deles faz a entrega de medicamentos de alto custo a 45 usuários cadastrados. Mas, até o final deste ano, esse número deve ser ampliado para dez motociclistas, conforme cronograma elaborado pela Astaf [Assessoria de Assistência Farmacêutica] da Sesau”, destaca a assistente social Bianca Paes.

Investimento – O administrador do Ceaf, Pablo Alves, ressalta que, para lançar o Remédio em Casa, a Sesau investiu, apenas para o mês de agosto, R$ 200 mil na aquisição de medicamentos de alto custo. Montante que, segundo ele, deve dobrar em setembro.

Pablo Alves explica que cada paciente é cadastrado para receber os medicamentos por três meses. “Quando o paciente recebe os remédios referentes ao segundo mês, já são entregues os documentos para renovação, que devem ser preenchidos pelo médico que o acompanha. No terceiro mês, a documentação é recolhida pelo motociclista, assegurando a continuidade do recebimento”, explica.

Cadastro – Para se cadastrar no Remédio em Casa, é necessário se encaixar nos critérios estabelecidos pelo programa e fazer a adesão, comparecendo à sede do Ceaf em Maceió. O órgão, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30, está situado na Rua Oldemburgo Paranhos, antiga Rua Goiás, no bairro Farol. Para obter mais informações, é necessário ligar para os telefones 3315 6109 e 3315 6110.

Assessoria

Folha de Alagoas



Enquete
Se a Eleição Municipal fosse hoje qual seria seu candidato preferido?
Total de votos: 2645
Google News