21/10/2019 04:23:16

Curiosidades
30/08/2019 16:00:00

7 razões pelas quais mulheres indianas permanecem em casamentos sem sexo


7 razões pelas quais mulheres indianas permanecem em casamentos sem sexo

Segundo uma pesquisa do mediangels.com, realizada em 2015, 72% das indianas entrevistadas afirmaram estar insatisfeitas com sua vida sexual. Vamos deixar cair a ficha do número: 72% das entrevistadas.

Na pesquisa, batizada de Insatisfação sexual - O que isso significa para casamentos na Índia, em comparação às mulheres, 98% dos homens afirmaram estar felizes com suas vidas sexuais.

Quando se leva em conta que as mulheres indianas são condicionadas a acreditar que a gratificação sexual não é um aspecto importante de suas vidas, os dados não são tão chocantes assim. Terapeutas entrevistados pelo HuffPost Índia afirmam que a maioria das mulheres que vive em casamentos sem sexo nem sequer considera a falta de sexo a raiz de seus problemas.

“Nunca lave roupa suja em público”, ouvimos das mulheres de gerações anteriores. Internalizamos esse ditado a ponto de as mulheres nem sequer falarem com seus médicos. 

“A falta de compatibilidade sexual é a principal causa de isolamento da mulher no casamento. Isso se manifesta em depressão e em ‘ciclos de choro’. Na terapia, tentamos ir a fundo nas causas do descontentamento e das brigas constantes. Na maioria dos casos, o motivo é a falta de sexo no casamento”, diz Priyanka Shah, psicóloga de Mumbai, ao HuffPost India.

O que leva as mulheres indianas, algumas delas economicamente independentes, a continuar em relacionamentos sexualmente incompatíveis?

1. Gratificação sexual não é importante no casamento 

Quase não se discute a necessidade de satisfação sexual para as mulheres indianas. Esse tabu leva a uma falta de conscientização tanto por parte da mulher quanto do marido. Como é considerado vulgar falar do assunto, as mulheres muitas vezes acreditam que a gratificação sexual não é importante no casamento.

DEEPAK SETHI VIA GETTY IMAGES

“Ele é abusivo?” “É financeiramente estável?” “Tem casos extraconjugais?” Se a resposta para essas perguntas for “não”, a mulher começa a acreditar que o sexo não é o fator mais importante para uma união feliz e saudável. “Ela nem sequer percebe que pode estar sendo privada de seus direitos básicos. E isso se deve a um condicionamento social segundo o qual o casamento sem sexo não é a pior coisa que pode acontecer para a mulher”, diz Shah.

A perspectiva de encontrar outro parceiro também parece impossível para as indianas casadas. O medo do desconhecido é uma armadilha, e ela prefere continuar no casamento atual, mesmo que não haja sexo.

2. O sexo nunca foi bom, então não se perde nada

Muitas vezes as mulheres preferem ficar num relacionamento sem sexo a se decepcionar com as transas. Isso pode acontecer por vários motivos, diz Anindita Chowdhury, psicóloga e consultora de saúde reprodutiva de Kolkata. Se a experiência da mulher nunca foi satisfatória, ela tende a perder interesse.

“Existem alguns casos que podem tornar a experiência frustrante para a mulher, como ejaculação precoce, perda da ereção ou ausência de preliminares”, diz Chowdhury.

Isso faz do sexo algo menos prazeroso e interessante para a mulher, que acaba voluntariamente se afastando do sexo. Isso traz baixa autoestima, o que a impede de discutir suas necessidades com o marido. Muitas vezes, a mulher também internaliza o problema e coloca a culpa em si mesma.

3. Uma vida sexual paralela, fora do casamento

É mito afirmar que as indianas não têm tanto desejo sexual quanto os homens. Outro equívoco conveniente é dizer que elas querem menos parceiros sexuais. Se o sexo no casamento não é satisfatório, elas estão mais que dispostas a procurá-lo fora do relacionamento. As indianas estão abertas à vida sexual paralela. 

“Aplicativos como Tinder, Bumble e Hinge são tão populares entre as indianas casadas quanto entre as solteiras. Clientes me disseram usar serviços de acompanhantes. E elas não se sentem culpadas”, diz Chowdhury.

Para uma mulher casada, essa vida sexual paralela significa ter um ou mais parceiros além do marido. Em geral são homens que elas consideram atraentes e bons o suficientes para levar para a cama, mas não para manter um relacionamento.

HOXTON/TOM MERTON VIA GETTY IMAGES

4. A crença de que compatibilidade e sexo são a mesma coisa

Pode parecer chocante para a maioria, mas os especialistas afirmam que compatibilidade emocional não tem nada a ver com satisfação sexual. O casal pode estar profundamente apaixonado, mas isso pode não ser suficiente para garantir um relacionamento sexual gratificante.

“Não nos damos conta de que sexo e compatibilidade são questões separadas. A maioria dos casais indianos acha mais importante viver em harmonia. Nós, como sociedade, não conversamos sobre a necessidade de gratificação sexual no casamento”, diz Shah. 

As mulheres com quem ela conversa muitas vezes permanecem em casamentos sem sexo porque estão emocionalmente ligadas aos maridos. Viver com uma pessoa durante meses ou anos pode tornar-se um hábito do qual é difícil abrir mão.

5. Sentir-se responsável pela falta de sexo no casamento

Muitas mulheres casadas se sentem responsáveis pelas atitudes dos maridos. Elas se culpam pela incompatibilidade sexual e podem até mesmo sentir-se culpadas por seus desejos carnais. Elas são silenciadas pelo medo do julgamento.

A maioria das famílias indianas não enxerga a incompatibilidade sexual como motivo para separação. Muitas vezes a criação da mulher não dá espaço para que ela discuta seus problemas de relacionamento com ninguém, incluindo o próprio parceiro.

6. O equilíbrio entre trabalho e família mata o desejo sexual

As obrigações do trabalho e da família acabam com o apetite sexual das indianas. Segundo Chowdhury, as mulheres casadas costumam reclamar que o fardo de cuidar da casa, das crianças e da família recai sobre elas. Então, ao contrário dos homens, que conseguem relaxar depois do trabalho, é impossível para elas ter um descanso. Isso significa que o desejo por sexo é suprimido.

7. O medo da insegurança financeira e de criar os filhos sozinha

Apesar da incompatibilidade sexual, as indianas fazem o melhor para salvar seus casamentos. Um dos grandes motivos é a necessidade de estabilidade financeira. Isso é verdade tanto para as mulheres que trabalham fora quanto as donas de casa. 

E, quando você inclui crianças na equação, a satisfação pessoal da mulher fica em segundo plano, diz Chowdhury. A necessidade de garantir educação e um futuro seguro para os filhos toma precedência.

“As mães indianas ficam em casamentos sem sexo desde que saibam que seus filhos estão seguros. Mas essa necessidade de proteger e manter a imagem da ‘família completa’ cobra seu preço”, diz Shah.

O medo de ficar sozinha e cuidar sozinha das crianças são obstáculos enormes e em muitos casos levam as indianas a escolher o casamento sem sexo – às vezes por toda a vida.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost India e traduzido do inglês.



Enquete
Você é conta ou favorável ao Concurso Público da Prefeitura de União dos Palmares?
Total de votos: 14
Google News