22/09/2019 00:47:53

Viver Bem
05/08/2019 17:00:00

Para Centro de Pesquisa em Alimentos, uma vida saudável começa na mesa


Para Centro de Pesquisa em Alimentos, uma vida saudável começa na mesa
Campus São Paulo

Na infância, é desejo de todos os pais que os filhos tenham acesso a uma boa alimentação. E embora a maioria dos responsáveis tenha noção do que significa introduzir uma alimentação saudável em casa, é papel da ciência dos alimentos investigar e esclarecer os mistérios que cercam a comida que vai para as nossas mesas diariamente.

Em uma rua tranquila da Cidade Universitária, no campus da USP em São Paulo, fica a sede do Centro de Pesquisa em Alimentos, também conhecido pelo nome em inglês, Food Research Center, o FoRC. Ocupando um espaço de dois andares em um prédio com laboratórios bem equipados, o centro tem como objetivo principal fazer ciência para uma vida saudável.

Para a professora Bernadette de Melo Franco, do Departamento de Alimentos e Nutrição Experimental, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP, o local é a culminação de um sonho de 30 anos, que reúne pesquisadores de diversas áreas e unidades da Universidade.

Parte de um projeto financiado pela Fapesp, o FoRC atua como um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid). Sua criação foi uma iniciativa de pesquisadores da USP que se tornaram pioneiros na criação do primeiro centro de pesquisa focado em alimentos e nutrição no Brasil.

“O FoRC começou em 2013 e foi criado com base em um núcleo conhecido como Napan (Núcleo de Apoio à Pesquisa em Alimentos e Nutrição)”, conta Bernadette. Em cima da estrutura do Napan, o novo grupo começou a ganhar forma, adicionando ao seu corpo de pesquisadores, profissionais de outras universidades, como a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Estadual Paulista (Unesp). Além deles, o centro hoje conta com especialistas do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) e do Instituto Mauá de Tecnologia.

“Temos por volta de 27 pesquisadores trabalhando, sendo sete pesquisadores principais e os demais como associados”, enumera a professora.

O grupo de profissionais inclui bioquímicos, farmacêuticos, engenheiros, especialistas em saúde pública e nutrição. “A ciência dos alimentos e a nutrição são áreas multidisciplinares. Ou seja, existem vários aspectos relacionados aos alimentos que podem ser pesquisados e a gente queria unir essas diferentes pessoas para trabalharem juntas”, explica ela.

Dentre os objetivos do FoRC estão as interações entre essas diferentes comunidades, tanto a acadêmica, quanto a de profissionais, governo, terceiro setor, todos permeando uma relação com a sociedade em geral. A ideia é divulgar o conhecimento gerado pelo grupo para servir ao público e também transferir a tecnologia ali desenvolvida para garantir futuros investimentos.

 


Enquete
Dos nomes abaixo qual você escolheria votar para Prefeito?
Total de votos: 5765
Google News