21/08/2019 10:34:27

Maceió
07/07/2019 14:30:00

Simulado reúne mais de 200 profissionais durante capacitação de incidentes com múltiplas vítimas

Treinamento aconteceu neste sábado (6) no estacionamento do bairro de Jaraguá


Simulado reúne mais de 200 profissionais durante capacitação de incidentes com múltiplas vítimas

Para comemorar o Dia do Socorrista, celebrado em 11 de julho, e encerrar as atividades da Capacitação de Resposta para Incidentes com Múltiplas Vítimas, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), em parceria com a Força Nacional do SUS, do Ministério da Saúde (MS), promoveu uma grande simulação realística. A meta é treinar os profissionais de órgãos que possam ser envolvidos em situações de desastres e catástrofes. O evento foi realizado neste sábado (6), no estacionamento do bairro de Jaraguá, em Maceió.

Foram três dias de capacitação, que reuniu mais de 200 profissionais de 20 instituições, para integrar as ações de cada um e tornar ainda mais efetivo a resposta dos órgãos nesses tipos de ocorrência, e assim poder salvar mais vidas.

Em Jaraguá, foi simulado um acidente envolvendo dois ônibus, sendo que um deles pelo impacto da colisão capotou na pista. Para simular essa ocorrência de grande proporção, 70 voluntários se tornaram “vítimas” no treinamento.

Para Paulo Teixeira, presidente do Comitê de Operações de Emergências em Saúde e secretário Executivo de Ações de Saúde da Sesau, em situações de grande proporção os órgãos da cidade precisam estar preparadas e organizadas para atender a ocorrência em um menor tempo.

"A intenção desse curso foi de preparar todos os atores que podem ser acionados em uma situação de desastre. Então, esse treinamento simulou uma ocorrência que foge da normalidade das ocorrências atendidas diariamente nos órgãos envolvidos", destacou.

Para a simulação foram utilizadas 14 ambulâncias e o Falcão 05, do Serviço Aeromédico do Samu Alagoas.

 

Foto: Carla Cleto

De acordo com Mariana Bertol, coordenadora da Força Nacional do SUS, a capacitação foi pensada para aprimorar o conhecimento técnico de todos os órgãos envolvidos em um possível desastre com múltiplas vítimas, como desmoronamentos, enchentes, grandes acidentes automobilísticos, ou incêndios.

“Em todos esses cenários que podem ter múltiplas vitimas, e não tem hora para acontecer, todas as equipes devem estar capacitadas e prontas para atuar. Nesta simulação, testamos o tempo resposta dos envolvidos e analisamos as fragilidades de uma maneira geral, e com essa prática vamos dar ainda mais qualidade para essas equipes”, explicou a coordenadora.

Atendimento simulado

Do total de participantes, 60 alunos ficaram responsáveis pela parte de triagem dos pacientes e os demais ficaram na observação do atendimento.

Os socorristas fizeram a utilização do método S.T.A.R.T. para fazer a triagem das vítimas que prioriza os pacientes que possuem mais risco de perder a vida para receber o tratamento mais rápido e adequado possível. Com esse método, as vítimas são classificadas por cores, sendo a vermelha os pacientes em estado grave, amarelo pessoas em uma situação menos grave, mas que não pode se locomover. A cor verde são os pacientes que conseguem se locomover, e a cor preta para classificar os óbitos.

Um dos participantes foi o médico socorrista do Samu, Adriano Belo. O socorrista teve o papel de ser um dos líderes da triagem das vítimas e, segundo ele, ter participado dessa capacitação foi muito gratificante e engrandecedor.

“O treinamento foi muito diferente do que vimos nos dois dias teóricos, aqui, na prática, nós sentimos a emoção da ocorrência, a adrenalina, e às vezes queremos agir por impulso e é importante estar concentrado, ser prático e saber aonde se posicionar. Agindo dessa forma conseguimos salvar mais vidas”, relatou o médico.

Quem também ficou responsável pela parte da triagem foi Álvaro Bulhões, cirurgião geral do Hospital Geral do Estado (HGE). Para o médico, “toda a capacitação vai trazer um ganho imenso para a saúde pública e para todos os envolvidos em Alagoas. Conseguimos aplicar a teoria na prática e os pontos que foram analisados serão corrigidos. Mas ficou claro que estamos preparados para encarrar esses tipos de situação”, enfatizou.  

Homenagens

Como forma de homenagear os socorristas, quatro profissionais do Samu receberam uma lembrança pelo Dia do Socorrista.

Para Marcos Ramalho, Supervisor do Samu Alagoas, o simulado também serviu para homenagear os profissionais pela passagem do Dia do Socorristas.

"Escolhemos essas pessoas pelo fato de fazerem parte da história do Samu Alagoas. Eles já estão desde a fundação do órgão no Estado. São profissionais dedicados, competentes e compromissados em salvar vidas diariamente. Ser socorrista é fazer uma grande diferença na vida das pessoas, e no momento em que eles mais precisam", ressaltou o supervisor.

Foram homenageados o condutor socorrista e técnico de enfermagem, Luciano Rodrigues, a enfermeira Ana Paula Silva, a médica Martha Valente e a técnica de enfermagem Cláudia César. Todos os socorristas estão no Samu Alagoas desde o início das atividades do órgão, há 15 anos.

Entre os órgãos que participaram do evento estiveram os profissionais do Exército Brasileiro, do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas, Polícia Militar, Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), e instituições de saúde particulares.

TNH1



Enquete
Dos nomes abaixo qual você escolheria votar para Prefeito?
Total de votos: 359
Google News