20/09/2019 02:42:09

Alagoas
22/06/2019 08:30:00

“Luto” de jornalistas é compartilhado por políticos, delegados e entidades


“Luto” de jornalistas é compartilhado por políticos, delegados e entidades
Ilustração

Vários políticos, representantes de entidades e profissionais de outras áreas, como segurança pública, compartilharam em suas redes sociais a campanha do Sindicato dos Jornalistas de Alagoas (Sindjornal) contra a redução do piso da categoria em 40%, proposta encabeçada pelo Sistema Pajuçara de Comunicação, Gazeta de Alagoas e pela TV Ponta Verde.

Sem acordo, após audiência realizada no dia 19 deste mês, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT/AL), a categoria decidiu deflagrar greve na próxima terça-feira, 25.

Durante pelo menos dois dias este mês, jornalistas que atuam nas TVs, portais de notícias, jornais e assessorias vestiram preto em protesto contra a proposta de redução salarial.

Entre os políticos que compartilharam recentemente a imagem com a #ReduçãoSalarialNão, estão o deputado federal Paulão (PT), os deputados estaduais Davi Maia (DEM), Ângela Garrote (PP) e Flávia Cavalcante (PRTB), os vereadores Silvânia Barbosa (PRTB), Galba Novaes Netto (MDB) e Lobão (PR).

Também se pronunciaram favoráveis à categoria, o presidente do PSL em Alagoas, Flávio Moreno; o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado, Rafael Brito; os delegados Thiago Prado, Sidney Tenório e Fábio Costa; o Comandante do Policiamento do Interior, coronel Walter do Valle; o vice-presidente do Sindsaude, Alessandro Fernandes, Sintesfal e Sintufal.

Lobão e Flávio Moreno ainda gravaram vídeos. “Uma imprensa livre, valorizada é o que precisamos. Redução salarial não", disse o primeiro. “Precisamos dos jornalistas sendo bem pagos, motivados e valorizados. É uma categoria importante em todo Brasil”, completou o segundo, sugerindo que as empresa busquem outras formas de economia.

Durante o mês, outras autoridades e entidades se colocaram contrárias a qualquer redução salarial, como a CUT, o governador Renan Filho (MDB) e o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Tutmés Airan.

“Redução salarial é uma proposta indecente”, resumiu o presidente do Sindjornal, Izaías Barbosa.

A categoria que dá voz à sociedade, mesmo diante de perseguições, ameaças e da dor de lidar diariamente com a realidade nua e crua, agora precisa ser ouvida.

Cada Minuto



Enquete
Dos nomes abaixo qual você escolheria votar para Prefeito?
Total de votos: 5483
Google News