17/07/2019 11:37:58

Especial
04/05/2019 09:30:00

Portal diz que Collor não pagou dívida de R$ 140 mi à Previdência

Empresas do senador promoveram demissões em massa e querem reduzir salários do pessoal


Portal diz que Collor não pagou dívida de R$ 140 mi à Previdência
Senador por Alagoas Fernando Collor

Uma pesquisa realizada pelo Poder360 revela que as empresas do senador Fernando Collor, em Alagoas, deram um calote de mais de R$ 140 milhões na previdência social.

Os dados estão no contexto geral de uma reportagem que diz “Empresas de Congressistas devem R$ 320 milhões à Previdência”.

Em se tratando do senador Collor, de acordo com o portal, os  débitos previdenciários referem-se a empresas da Organização Arnon de Mello, que deixaram de pagar o INSS.

Dizem os dados: Gazeta de Alagoas (R$ 74 milhões), Gráfica Gazeta de Alagoas Ltda (R$ 380 mil), Rádio Clube de Alagoas (R$ 3,7 milhões), Rádio Gazeta de Alagoas (R$ 3 milhões), TV Gazeta de Alagoas (R$ 59 milhões) e TV Mar (R$ 100 mil).

O Poder ouviu a assessoria do senador que informou o seguinte:

-As empresas aderiram a programas de parcelamento para regularizar a situação. No entanto, dos R$ 140 milhões devidos, R$ 136 milhões são classificados pela PGFN como dívida em situação irregular.

Leilão – Esta semana o Tribunal Regional Federal da 5ª Região mandou a leilão a máquina rotativa que imprime o jornal Gazeta de Alagoas, exatamente para atenuar o volume de débitos com o INSS.

A Gazeta perdeu recurso judicial que tentava impedir o leilão da máquina impressora de jornais.

O senador Fernando Collor, principal acionista da Organização Arnon de Mello, está morando nos Estados Unidos, após tirar um licença do Senado Federal.

Redução salarial – Na semana que passou, a Procuradoria Geral da República perdiu ao STF a prisão do senador por 22 anos e mais a perda do mandato, por envolvimento com corrupção na BR Distribuidora (subsidiária da Petrobrás) e por lavagem de dinheiro. A PGR chegou a falar em R$ contratos irregulares de mais de R$ 60 milhões.

Também na semana que passou, enquanto o senador curte os EUA, os jornalistas das empresas dele, via Sindicato dos Jornalistas, denunciaram que a Organização demitiu em massa nos veículos Gazeta e em seguida decidiu que vai reduzir os salários dos que ficaram empregados. A informação é que isso teria influenciado os demais veículos de comunicação do Estado a fazerem o mesmo.

éassim



Enquete
Em sua avaliação que nota de 0 a 10 você dá ao Governo Bolsonaro
Total de votos: 150
Google News