18/08/2019 20:29:52

Sinistro
20/04/2019 12:15:00

Vítima de atropelamento na BR-104 em União dos Palmares era ex-presidiário


Vítima de atropelamento na BR-104 em União dos Palmares era ex-presidiário
Chiquinho foi atropelado por moto

A PRF confirmou a morte de Manoel Pereira da Silva, de 23 anos de idade, atropelado e morto por uma motocicleta de placa OHC 6477 de União dos Palmares. O acidente aconteceu na altura do quilômetro 35 da BR-104. Testemunhas disseram que a vítima pegava uma carona numa bicicleta pertencente ao cunhado identificado como Erivan Mandú.

Manoel Pereira, mais conhecido como Chiquinho seguia em direção ao bairro Mutirão quando Erivan Mandu que conduzia a bicicleta resolveu projetar sua bicicleta para frente, numa forma de empinar, desequilibrando a vítima que caiu no asfalto e em seguida foi atropelado pela motocicleta que estava logo atrás. Depois do atropelamento fatal, o condutor da moto evadiu-se do local.

- A moto passou por cima da cabeça do rapaz assim que ele caiu. Você pode ver que ela quebrou apenas os espelhos retrovisor e parte do paralama dianteiro -, disse uma testemunha aos agentes da PRF. Chiquinho teve morte instantânea. A ambulância Samu ainda foi acionada, mas ao chegar no local do acidente constatou que a vítima estava em óbito.

De acordo com a polícia militar, Manoel Pereira da Silva era ex-presidiário. Ele estava preso há seis meses no Cadeião em Maceió e teria ganho liberdade no dia 4 de abril. Ele era acusado de ter esfaqueado um primo identificado como José Cícero. 

A tentativa de homicídio ocorreu no Distrito de Rocha Cavalcante, Barra do Canhoto onde morava. A época, a vítima do atropelamento estava dormindo quando foi acordado por José Cícero que teria desferido um  tapa no seu rosto.

De posse de uma faca-peixeira ele se levantou e passou a atacar José Cicero com vários golpes. Duas semanas depois procurou a Regional de União dos Palmares onde se entregou expontaneamente assumindo a tentativa do homicídio.

No dia 4 abril deste ano, Chiquinho ganhou a liberdade, passando a responder pela tentativa de homicídio fora da cadeia . Residia nos últimos dias com a mãe, a aposentada Maria José, mais conhecida como dona Ripa que passou mal ao saber da morte do filho e teve que ser medicada na unidade de urgência e emergência do hospital São Vicente de Paulo em União dos Palmares.

Pouco mais das 15h o corpo de  Manoel Pereira da Silva foi recolhido pelos funcionários do IML depois da Criminalística periciar o corpo. Chiquinho será necropsiado em Maceió e depois o seu corpo será liberado para sepultamento que acontecerá no cemitério do disrito de Rocha Cavalcante on xde a vitma morava.

Blog A Palavra - Ivan Nunes.



Enquete
Em sua avaliação que nota de 0 a 10 você dá ao Governo Bolsonaro
Total de votos: 516
Google News