20/08/2019 17:24:42

Brasil
14/04/2019 22:00:00

Município da Grande Curitiba entra em estado de alerta após morte de macacos


Município da Grande Curitiba entra em estado de alerta após morte de macacos
Ilustração

morte de 21 macacos em São José dos Pinhais fez com que a cidade da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) entrasse em estado de alerta para a febre amarela. Dessas duas dezenas de símios identificados até então, nove deles foram confirmados com o vírus, segundo informações da Divisão de Vigilância Epidemiológica do município e da Unidade de Vigilância de Zoonoses.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A principal preocupação é que apenas 40% dos moradores da cidade buscaram a vacina contra a doença. Até agora, dois casos já foram confirmados em humanos — sendo um deles autóctones, ou seja, contraiu a doença em São José dos Pinhais. O outro foi contaminado em Barra do Turvo, em São Paulo.

 

“O vírus da febre amarela, que culturalmente era visto como uma doença da Região Norte e Nordeste do país, hoje está à porta de nossas casas. Os casos de animais mortes na região rural de São José dos Pinhais servem de alerta para humanos”, aponta o secretário de Saúde do município, Giovani de Souza. “A aplicação da vacina uma vez na vida é suficiente para o paciente estar imune à doença”.

+Leia também: Cidade da Grande Curitiba decreta emergência pra comprar decoração de Natal

De acordo com a pasta, toda a população deve ser vacinada — principalmente as pessoas que residem em área rural. Pessoas acima de 59 anos podem também tomar a vacina desde que sejam avaliadas na Unidade de Saúde. A relação dos locais de vacinação pode ser conferida no site da prefeitura de São José dos Pinhais.

Outro alerta importante é para a população não matar os macacos. Atenção: os macacos não são transmissores da febre amarela, mas, assim como os homens, são contaminados por mosquitos. O macaco é uma sentinela que indica a presença da doença em uma determinada região.

Vacinação em Curitiba

Em Curitiba, três unidades básicas de saúde (UBS) vão estar abertas neste fim de semana para vacinar a população contra a febre amarela. Neste sábado (13), as unidades Monteiro Lobato (Tatuquara), Caiuá e Jardim Gabineto (CIC) vão estar de portas abertas exclusivamente para atender quem busca a imunização.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, a vacinação neste mês de abril vai se concentrar nas unidades da região Sul de Curitiba, onde já áreas silvestres do chamado “corredor ecológico” e pode haver proliferação do mosquito transmissor da febre amarela.

morte de 21 macacos em São José dos Pinhais fez com que a cidade da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) entrasse em estado de alerta para a febre amarela. Dessas duas dezenas de símios identificados até então, nove deles foram confirmados com o vírus, segundo informações da Divisão de Vigilância Epidemiológica do município e da Unidade de Vigilância de Zoonoses.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A principal preocupação é que apenas 40% dos moradores da cidade buscaram a vacina contra a doença. Até agora, dois casos já foram confirmados em humanos — sendo um deles autóctones, ou seja, contraiu a doença em São José dos Pinhais. O outro foi contaminado em Barra do Turvo, em São Paulo.

“O vírus da febre amarela, que culturalmente era visto como uma doença da Região Norte e Nordeste do país, hoje está à porta de nossas casas. Os casos de animais mortes na região rural de São José dos Pinhais servem de alerta para humanos”, aponta o secretário de Saúde do município, Giovani de Souza. “A aplicação da vacina uma vez na vida é suficiente para o paciente estar imune à doença”.

De acordo com a pasta, toda a população deve ser vacinada — principalmente as pessoas que residem em área rural. Pessoas acima de 59 anos podem também tomar a vacina desde que sejam avaliadas na Unidade de Saúde. A relação dos locais de vacinação pode ser conferida no site da prefeitura de São José dos Pinhais.

Outro alerta importante é para a população não matar os macacos. Atenção: os macacos não são transmissores da febre amarela, mas, assim como os homens, são contaminados por mosquitos. O macaco é uma sentinela que indica a presença da doença em uma determinada região.

Vacinação em Curitiba

Em Curitiba, três unidades básicas de saúde (UBS) vão estar abertas neste fim de semana para vacinar a população contra a febre amarela. Neste sábado (13), as unidades Monteiro Lobato (Tatuquara), Caiuá e Jardim Gabineto (CIC) vão estar de portas abertas exclusivamente para atender quem busca a imunização.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, a vacinação neste mês de abril vai se concentrar nas unidades da região Sul de Curitiba, onde já áreas silvestres do chamado “corredor ecológico” e pode haver proliferação do mosquito transmissor da febre amarela.

https://www.tribunapr.com.br



Enquete
Dos nomes abaixo qual você escolheria votar para Prefeito?
Total de votos: 112
Google News