19/08/2019 00:39:07

Educação
02/04/2019 19:00:00

Solidariedade: escola oferece desconto de 50% na mensalidade para crianças do Pinheiro


Solidariedade: escola oferece desconto de 50% na mensalidade para crianças do Pinheiro

Em meio a diversas informações falsas, tristeza e desespero por parte dos moradores do bairro do Pinheiro, em Maceió, a solidariedade resolveu falar mais alto e se propagar em meio as redes sociais. A creche escola Baluarte de educação infantil localizada no bairro da Pitanguinha resolveu dispensar o pagamento da matricula de alunos vindo de escolas localizadas no Pinheiro que devido ao risco deixaram de funcionar. 

Além disso, a unidade escolar que cuida de maneira integral de alunos entre 1 a 6 anos, resolveu também conceder 50% de desconto na mensalidade para estes mesmos alunos.

A ideia de ajudar com o que estava ao seu alcance acabou surgindo no coração da proprietária da instituição de ensino. Segundo Arlene Santana, desde que os problemas começaram a surgir no bairro do Pinheiro que ela vem se sentido incomodada com a situação. “É como se o problema também fosse meu. Parece mentira, mas tem noites que chego até perder o sono pensando no que pode acontecer e como essas famílias que estão sendo prejudicadas em todos os sentidos”, destacou.

Conforme Arlene, a necessidade de tentar fazer algo surgiu e como é proprietária de uma escola creche a ideia foi ajudar com o que tem disponível. “Acabei descobrindo que o valor de mensalidade em algumas escolas do Pinheiro é inferior ao nosso, então pensei em deixar a situação dentro da realidade deles para que eu conseguisse de alguma forma ajudar”.

A proposta de ajudar os moradores do bairro que são vítimas de um problema de causas ainda desconhecidas segue na contramão do que está acontecendo, visto que os donos dos imóveis localizados nos bairros adjacentes estão aumentando o valor para os moradores do Pinheiro. 

Segundo Jeane Ramos, que é moradora do bairro do Pinheiro e mãe de uma aluna da creche escola Baluarte, a atitude de grande valia foi de uma solidariedade muito grande. “É muito bom quando você encontra alguém que é solidário com a situação, porque a maioria não tem feito isso, pois os alugueis mesmo estão altíssimos até mesmo em bairros populares, ” afirmou.

Arlene, a autora da ideia, afirmou ainda que se cada um tivesse a ideia de ajudar como pode, talvez amenizasse mais o problema que todos estão passando. “A missão é tentar ser mais humano, é fazer com que esse problema fique menos pesado para quem está vivendo”.

Quem tiver interesse em matricula ou em mais informações pode entrar em contato em horário comercial pelos números (82) 3027-4425 ou (82) 3221-0859.

Cada Minuto



Enquete
Em sua avaliação que nota de 0 a 10 você dá ao Governo Bolsonaro
Total de votos: 518
Google News