23/05/2019 22:14:27

Alagoas
01/04/2019 08:30:00

Prefeitura de Pilar vai à Justiça contra decisão da SMTT envolvendo transporte intermunicipal


Prefeitura de Pilar vai à Justiça contra decisão da SMTT envolvendo transporte intermunicipal

A Prefeitura de Pilar irá ingressar com uma ação judicial nesta segunda-feira (01), contra a decisão da Superintendência de Transporte e Trânsito de Maceió (SMTT) de proibir o acesso dos veículos complementares intermunicipais ao Centro e a outros pontos da capital. A determinação foi publicada no Diário Oficial do Município de sexta-feira (29).

Por meio de sua assessoria de Comunicação, o prefeito Renato Filho destacou que a decisão prejudica e causa transtornos a usuários do transporte intermunicipal de passageiros não só de Pilar, mas de todos os municípios alagoanos.

“O trajeto do Pilar, por exemplo, o transporte sai do Pilar, desce por Santa Luzia, Satuba e iria subir a ladeira para chegar a Maceió. Agora, na Mafrial (que é divisa de Satuba com Maceió) os complementares terão que parar e não poderão entrar na capital, daí o passageiro terá que pegar outro transporte para chegar ao Centro”, explicou o prefeito.

Segundo o gestor, várias pessoas residentes em Pilar trabalham em Maceió e gastam duas passagens por dia. Com a nova portaria, o número de passagens passará para quatro, causando enorme prejuízo ao bolso dos usuários do transporte intermunicipal.

“Essa portaria é desumana, pois causa prejuízos irreparáveis e iminentes na vida dos alagoanos e não é justo, principalmente com os assalariados que recebem pouco e precisam trabalhar na capital. Nós vamos entrar com uma ação para que essa portaria não permaneça”, destacou Renato.

O prefeito finalizou lembrando que a deputada estadual Fátima Canuto também está ao lado dos usuários do transporte intermunicipal, "que ficaram expostos ao sol e a todas as intempéries, sem nenhuma proteção, depois da retirada dos pontos usados pelo transporte complementar em Maceió'.

Delimitação

Conforme a portaria da SMTT, o objetivo das mudanças é delimitar o acesso das linhas convencionais e complementares intermunicipais aos limites da circunscrição de Maceió.

O documento também prevê a instalação de pontos de parada específicos e o acesso dos passageiros por meio de uma integração gratuita com linhas de ônibus urbanas para o Centro da capital.

Está marcado para o começo da manhã desta segunda-feira (01), um protesto de transportadores complementares contra a portaria, em frente a SMTT, no bairro Tabuleiro do Martins.

*Com Ascom/Prefeitura de Pilar



Enquete
Você concorda com a Reforma da Previdência?
Total de votos: 351
Google News