20/05/2019 00:11:17

Esportes
24/03/2019 23:59:00

CSA acorda no segundo tempo, vence o Sergipe e entra no G4 da Copa do Nordeste


CSA acorda no segundo tempo, vence o Sergipe e entra no G4 da Copa do Nordeste

O CSA conseguiu um grande resultado visando a classificação para a próxima fase da Copa do Nordeste. Na noite deste domingo (24), o time alagoano recebeu o Sergipe no Estádio Rei Pelé, sofreu no primeiro tempo, mas acordou na segunda etapa e venceu por 2 a 0, com gols de Ronaldo Alves de pênalti e Didira.

A vitória levou o CSA aos 13 pontos, entrando no G4 do Grupo B da Copa do Nordeste, tirando o Bahia da zona de classificação. Agora o time marujo volta as atenções para o Campeonato Alagoano, disputando o primeiro jogo da semifinal, na quarta-feira diante do Coruripe fora de casa. No final de semana o time entra em campo para decidir a vaga contra o Altos no Piauí. Se ganhar, garante a vaga, se perder ou empatar, terá de torcer por tropeços de Bahia e ABC.

O JOGO – 1º TEMPO

A bola rolou no Estádio Rei Pelé, o público compareceu em bom número para uma partida no final do domingo, mas não viu um jogo dos melhores no primeiro tempo. Isso porque desde o começo, o CSA mostrava que não conseguia criar e penetrar a área do Sergipe.

A equipe visitante executava a sua estratégia. Se fechar em seu campo de defesa e explorar os espaços deixados pelo CSA. O time marujo se lançava ao ataque, tentava de todas as formas, mas faltava criatividade. Em uma dessas tentativas, Rhuan arriscou e quase surpreende o goleiro João Carlos, que fez uma grande defesa, mandando para escanteio.

Na reta final do primeiro tempo o CSA se lançou ao ataque, tentou abafar o adversário, mas errava passes, principalmente com Matheus Sávio, que tirava a paciência da torcida. Dessa forma, sem criatividade e poucas chances de gol, o primeiro tempo foi encerrado com o placar empatado em 0 a 0.

2º - TEMPO

O segundo tempo começou da mesma forma que acabou o primeiro. O CSA tentou empurrar o rival para o seu campo de defesa e tentou com Cassiano e Matheus Sávio, mas parou na defesa. Minutos depois o Sergipe aproveitou espaço para aplicar o contra-golpe e parar no goleiro João Carlos.

Apenas aos 15 minutos o CSA conseguiu criar a sua chance mais clara em todo o jogo. Cassiano inverteu os papeis e descolou um grande passe para Matheus Sávio que invadiu a área e na hora da finalização, bateu mal e perdeu uma grande chance. A torcida seguiu pegando no pé do camisa 10 azulino.

Aos poucos a insistência do time azulino parecia dar resultado. Aos 17 minutos, bola na área e Leandro Castan foi derrubado. Pênalti marcado. Na cobrança, nada de Matheus, Didira ou o artilheiro Patrick Fabiano. O zagueiro estreante, Ronaldo Alves, assumiu a responsabilidade e bateu bem, abrindo o placar no “Trapichão”.

Neste momento do jogo o CSA era que jogava com a inteligência. Na frente do placar, o time marujo atacava, mas sem se expor. Assim, explorando cada espaço a equipe alagoana chegou ao segundo gol. Aos 34 minutos, Didira recebeu de Patrick Fabiano, carregou e da entrada da área, bateu de esquerda, sem chances para o goleiro Erivelton.

Depois do segundo gol o técnico Marcelo Cabo passou a mudar peças, o técnico Leandro Campos também alterou o Sergipe e o tempo passou. Melhor para o CSA que administrou o resultado até o final. CSA 2 x 0 Sergipe.

 Gazetaweb



Enquete
Você concorda com a Reforma da Previdência?
Total de votos: 329
Google News