23/05/2019 22:01:43

Polícia
24/03/2019 20:00:00

Servidores começam a deixar Quartel Geral da Polícia Militar, que ameaça desabar


Servidores começam a deixar Quartel Geral da Polícia Militar, que ameaça desabar

Parte dos servidores do Quartel Geral da Polícia Militar já está em imóvel alugado na Avenida Menino Marcelo, na Serraria, em Maceió.

A desocupação da estrutura precária, no centro de Maceió, condenada por órgãos fiscalizadores, deve acontecer antes da quadra chuvosa para evitar mais transtornos, já que o prédio ameaça desabar.

O aluguel do prédio na Serraria custará aos cofres públicos R$ 29 mil por mês e a reforma do Quartel Geral da PM cerca de R$ 7,8 milhões. Na primeira quinzena deste mês, integrantes do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg) e do Ministério Público Estadual vistoriaram o QCG e constataram a precariedade do prédio centenário.

A mudança para o prédio da Serraria acontece paulatinamente, de acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Sampaio. A previsão do comando é que até maio toda a estrutura já esteja funcionando no “novo QCG”.

“Conseguimos agora o transformador e temos algumas seções já funcionando no prédio alugado. Tiramos nosso pessoal que estava numa área de risco do QCG. Estamos caminhando porque o projeto de autorização para a internet saiu semana passada. Alguns setores já estão no quartel novo. Não foi todo mundo ainda porque para a folha de pagamento, por exemplo, é preciso de internet e não podemos mudar se todo o sistema não estiver instalado. A empresa deu um prazo de instalação de toda parte lógica de trinta dias, mas antes disso estaremos com boa parte do QCG lá”, declara o comandante-geral da PM.

Vistoria realizada pela Defesa Civil Estadual no prédio, em junho do ano passado, aponta irregularidades e alerta para riscos de desabamento, choque elétrico, incêndio e morte. Nas recomendações, o órgão estadual faz orientações para uma interdição imediata com isolamento de áreas afetadas.

detalhe da noticia



Enquete
Você concorda com a Reforma da Previdência?
Total de votos: 351
Google News